Connect with us

Brasil

Anvisa autoriza uso emergencial da vacina de Oxford e da Coronavac contra a Covid-19

Published

on

São Paulo imunizou primeira brasileira minutos depois da autorização

DA REDAÇÃO

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) autorizou neste domingo (17) o uso emergencial das vacinas Coronavac e da Universidade de Oxford. A reunião que discutiu o tema durou cerca de 5 horas.

A aprovação da Anvisa é válida apenas para o uso emergencial de 8 milhões de doses da vacina: 6 milhões de doses da Coronavac importadas, produzidas pela farmacêutica chinesa Sinovac. E 2 milhões de doses importadas do laboratório Serum, da Índia, que produz a a vacina desenvolvida pela universidade de Oxford, do Reino Unido e pelo laboratório AstraZeneca.

O Ministério da Saúde começa a distribuir nesta segunda-feira (18) as 6 milhões de doses da CoronaVac, vacina do Instituto Butantan feita em parceira com o laboratório chinês Sinovac. Todos os estados do país e o Distrito Federal receberão as doses. A distribuição das vacinas será feita com aviões da Força Aérea Brasileira (FAB) e caminhões com áreas de carga refrigeradas. As companhias aéreas Azul, Gol, Latam e Voepass vão auxiliar no transporte gratuitamente.

Depois que o Governo Federal entregar as vacinas aos estados, os governos estaduais irão se encarregar de levar as vacinas até os municípios em parceria com o Ministério da Defesa. Os primeiros voos sairão de São Paulo, primeiramente para o Distrito Federal e para as capitais de 10 estados, incluindo Goiás.

Doses da vacina em Goiás

A Região Centro-Oeste do Brasil vai receber, ao todo, 415.880 doses da vacina. Goiás recebe a maior parte desse total, 182.400 doses. O governador de Goiás, Ronaldo Caiado, disse que vai hoje a São Paulo buscar as doses pessoalmente, daqui a pouco a gente fala um pouco mais sobre esse assunto.

Primeira imunizada

O Ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, informou em entrevista coletiva neste domingo (17), que a vacinação começará na quarta-feira, dia 20, às 10h. Segundo o ministro, todos os estados vão iniciar a imunização juntos, e nenhum deles terá prioridade.

Mas o governo de São Paulo ignorou os planos do Ministério da Saúde e já começou a imunizar a população ainda ontem, minutos após a aprovação da Anvisa. A primeira pessoa a ser vacinada no Brasil foi a enfermeira Mônica Calazans, de 54 anos, durante cerimônia organizada pelo Governo de São Paulo. O ministro da Saúde criticou o governador João Dória e o acusou de fazer marketing com a vacina.

Clique para comentar

Deixe uma resposta

Brasil

Balanço comercial tem melhor saldo da história e bate recorde de exportações

Published

on

País exportou cerca de US$ 10 bilhões a mais do que importou. Setores com maiores crescimentos foram da agropecuária e da indústria

DA REDAÇÃO

A balança comercial registrou o melhor saldo da história para meses de abril. No mês passado, o país exportou cerca de US$ 10 bilhões a mais do que importou, tendo um saldo maior do que em abril de 2020 em 67,9%. As exportações no último mês somaram mais de US$ 26 bilhões e bateram recorde para todos os meses desde o início da série histórica em 1989.

No início da pandemia da Covid-19 em abril de 2020 as exportações caíram por causa das medidas de restrição social, portanto, além da recente alta no preço, outro motivo que levou ao aumento das exportações foi a base de comparação. Com o resultado de abril, a balança comercial acumula superávit de mais de US$ 18 bilhões nos quatro primeiros meses do ano, um resultado 106,4% maior que o do mesmo período de 2020.

Os setores que mais registraram crescimento nas vendas para o exterior foram as exportações agropecuária, com 44,4%, e da indústria com aumento de 73,2% em relação ao ano passado.


Fonte: Brasil 61

Continue Reading

Brasil

Cresce o número de famílias com dívidas em atraso

Published

on

Resultado é o mais alto desde agosto de 2020. Segundo os dados da CNC, o cartão de crédito é utilizado como principal modalidade de dívida

DA REDAÇÃO

A Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) divulgou nesta terça-feira (4), dados que mostram que a parcela de famílias com dívidas em atraso cresceu para 67,5% em abril deste ano. Em março, o percentual foi de 67,3%. O resultado deste último abril é o mais alto desde agosto de 2020, quando também se registou o mesmo percentual atual.

Outro dado divulgado foi em relação à parcela de famílias que não terão condições de pagar as suas dívidas, atingindo 10,4%, valor abaixo do ponto totalizado no mês passado, mas acima dos 9,9% de abril de 2020. Já o tempo médio de comprometimento com dívidas entre as famílias foi de cerca de 6 meses, enquanto o tempo de atraso na quitação das mesmas atingiu quase 62 dias, o menor prazo desde julho de 2020.

Ainda segundo a CNC, o cartão de crédito é utilizado como principal modalidade de dívida e o seu percentual de uso voltou a crescer, chegando a um novo recorde de 80,9% do total de famílias.


Fonte: Brasil 61

Continue Reading

Brasil

IBGE: produção industrial sofre segunda queda consecutiva

Published

on

Pesquisa aponta que 15 das 26 atividades industriais tiveram queda na produção

DA REDAÇÃO

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) liberou os dados da Pesquisa Industrial Mensal (PIM) referente à produção industrial brasileira. Os números mostram recuo de 2,4% na passagem de fevereiro para março, resultando na segunda queda consecutiva registrada neste ano.

Quinze das 26 atividades industriais pesquisadas tiveram queda na produção de fevereiro para março, sendo o setor de veículos automotores, reboques e carrocerias o mais afetado, com queda de 8,4%. Também houve recuo expressivo no setor de confecção de artigos do vestuário e acessórios, caindo 14,1%.

Já entre os 11 setores com crescimento, os principais destaques foram as indústrias extrativas (5,5%), outros equipamentos de transporte (35%) e produtos derivados do petróleo e biocombustíveis (1,7%).


Fonte: Brasil 61

Continue Reading

Destaque