Connect with us

Anápolis

Vacinação contra a Covid-19 segue em ritmo lento

Published

on

Especialistas preveem que se o ritmo não acelerar, Goiás vai demorar mais de três anos para imunizar toda a população

Por Priscila Marçal

Em todo o país questiona-se o ritmo da vacinação contra a Covid-19. Poucas doses foram distribuídas aos municípios até agora e, das que foram entregues, é baixo o percentual já aplicado. Especialistas estimam que, se o ritmo continuar assim, o Brasil vai demorar de quatro a cinco anos para imunizar toda a população.

Goiás, por exemplo, recebeu até ontem (01) 212.980 doses, 37,86% dessas doses foram aplicadas, o que representa 1,13% da população do Estado. Segundo a Secretaria Estadual de Saúde, o percentual da população imunizada é maior que o divulgado, mas os dados não tem sido enviados pelos municípios.

Em algumas cidades o plano de vacinação avança mais rápido do que em outras. Anápolis, por exemplo, já finalizou a imunização nos primeiros grupos prioritários (idosos acolhidos em instituições de longa permanência e profissionais de saúde), e foi uma das pioneiras a abrir a vacinação para a população geral.

Na semana passada, os técnicos visitaram idosos com idade mais avançada para aplicar a dose à domicílio. Na quinta-feira (28) o Zap da Saúde começou a cadastrar idosos com mais de 90 anos, e no domingo (31) a vacinação drive-in imunizou 731 idosos cadastrados.

Vacinação no Brasil

Segundo o consórcio de veículos da imprensa, 2.220.216 pessoas foram vacinadas até ontem. Isso equivale a 25,21% das doses entregues aos municípios e 1,05% da população Brasileira.

Para que a pandemia chegue ao fim a dose da vacina precisa ser aplicada 400 milhões de vezes. Isso porque, para ficar imunizado, cada um dos brasileiros com mais de 18 anos vai precisar receber duas doses. A vacinação no Brasil começou no dia 17 de janeiro. Até domingo (31), pouco mais de 2 milhões de pessoas tinham recebido pelo menos uma dose da vacina.

A média atual é de 136 mil vacinados por dia. Isso significa dizer que, a cada 100 brasileiros, apenas 1 foi vacinado. Se continuarmos nesse ritmo, o Brasil vai demorar de 4 a 5 anos para vacinar toda a população com duas doses.

Dados da Covid-19

O país registrou 609 novas mortes em 24h, totalizando 225.143 óbitos desde o início da pandemia. Foram também 27.225 novos casos diagnosticados, totalizando 9.230.016 brasileiros que já tiveram ou tem a Covid-19.

Em Goiás são 351.688 casos confirmados, 7.489  mortes. Goiás permanece na fase vermelha no mapa de contaminação, o que indica alta no número de mortes. A variação na última semana apresenta o acréscimo de 71% no número de mortes.

Anápolis registrou até ontem (01) 21.104 casos confirmados e 445 mortes.

Clique para comentar

Deixe uma resposta

Anápolis

Aplicação de segunda dose da vacina contra a Covid-19 continua na quinta-feira, 22

Published

on

A distribuição dos postos será feita conforme o imunizante. O horário sempre das 8h às 16h

DA REDAÇÃO

Com mais de 76 mil doses aplicadas, entre primeira e segunda, a vacinação contra a Covid-19 em Anápolis continua na quinta-feira, 22. Nesta quarta-feira, 21, feriado de Tiradentes, não haverá vacinação. Enquanto não chegam mais remessas para primeira dose, a Prefeitura continua a aplicação distribuindo os postos de acordo com o imunizante.

A segunda dose da vacina da Coronavac para idosos e profissionais de saúde será aplicada nos seguintes pontos: Ginásio Internacional Newton de Faria, CMTT, Ginásio da UniEvangélica, Banco de Leite e unidade de saúde do Anexo Itamaraty. Deve procurar um desses locais quem já completou 28 dias da aplicação da primeira dose, conforme consta no cartão de vacinas. O horário é das 8h às 16h.

Já o imunizante da AstraZeneca estará disponível em dois pontos: unidades de saúde do JK e Santa Maria de Nazareth. Podem se imunizar com a primeira dose profissionais de saúde – por categoria, conforme chamamento dos conselhos de classe – e da segurança pública em atividade com idade acima de 35 anos, de acordo com grupos definidos pelas corporações.

Nestes dois pontos também será aplicada a segunda dose da AstraZeneca em profissionais de saúde que receberam o imunizante há mais de oito semanas, de acordo com o cartão de vacinação.

Continue Reading

Anápolis

Diretor Industrial da Caoa visita a Rádio Imprensa

Published

on

Eugênio Cesare fala que “a prioridade nas próximas contratações da Caoa será para os que concluírem o Programa Caoa Capacita Comunidade.”

Nesta terça-feira (20), a Rádio Imprensa recebeu ao vivo nos estúdios, o diretor industrial da Caoa Montadora, sr. Eugênio Cesare e a diretora da Faculdade de Tecnologia SENAI Roberto Mange, Misclay Marjorie, para falar sobre uma parceria de sucesso, o Programa Caoa Capacita Comunidade.

Ao falar sobre a parceria da Montadora Caoa com o SENAI, o diretor industrial, disse que, “a Caoa acredita no Brasil, acredita em Goiás e acredita em Anápolis. Os produtos fabricados aqui têm boa aceitação no mercado. Neste mês de abril, a Caoa completa 14 anos de operação no município, e isso é motivo de muito orgulho para a empresa.”

“A Caoa é uma empresa madura, com boa visibilidade nacional e imagem de qualidade dos produtos fabricados pelos anapolinos, e sempre busca o melhor para o futuro em termos de produto, qualidade e tecnologia nos seus processos. Os nossos clientes são pessoas, os nossos empregados são pessoas, então o nosso principal patrimônio são as pessoas”, completou Eugênio Cesare.

“Os cursos ofertados foram preparados em conjunto com os engenheiros do SENAI e da Caoa, e darão habilidades e competências para a execução  dentro da montadora ou em qualquer outra indústria automobilística”, informou a diretora do SENAI. Os cursos ofertados são: Logística na Indústria Automotiva, Preparação de Superfícies Automotivas, Montagem de Veículo Solda a Ponto e Montagem Automotiva.

Os cursos são gratuitos, e tem apenas dois pré-requisitos para os interessados: idade mínima de 18 anos e ensino médio completo. A inscrição é virtual pelo site do SENAI, através do QR Code ou do link https://senaigoias.com.br/eadcursos/senai/curso/16919/programa-de-capacitacao-caoa-capacita-a-comunidade e todos os dados devem ser preenchidos até finalizar a inscrição.

“As matrículas estarão abertas, e a duração dos cursos é de 60 horas, no período noturno, no horário das 19h00 às 22h00. A modalidade ensino à distância (EAD), com aulas ao vivo, teóricas e práticas, linkadas diretamente nos laboratórios do SENAI com os equipamentos utilizados pela Caoa”, concluiu a diretora do Senai, Misclay Marjorie.

Ainda, segundo o diretor, existe uma lacuna no mercado de trabalho, muitos não participam de processos seletivos, por não terem experiência em indústria ou empresas de grande porte, e às vezes se sentem despreparados para esses desafios. O Programa Caoa Capacita a Comunidade promove novas expectativas para o mercado de trabalho, disponibilizando cada vez mais mão de obra qualificada.

Continue Reading

Anápolis

Segunda dose marcada para o dia 21 de abril estará disponível nesta terça – feira, 20

Published

on

DA REDAÇÃO

Quem precisa receber o reforço do imunizante deve procurar a unidade do Anexo Itamaraty, Ginásio Internacional Newton de Faria, CMTT ou Ginásio da UniEvangélica

A Prefeitura de Anápolis chama os idosos cuja data de aplicação da segunda dose seria nesta quarta-feira, 21 – feriado de Tiradentes – para procurarem nesta terça-feira, 20, das 8h às 16h, um dos quatro postos para receber a vacina. São eles: unidade do Anexo Itamaraty, Ginásio Internacional Newton de Faria, CMTT e Ginásio da UniEvangélica.

A vacinação continua para profissionais de saúde que precisam receber a segunda dose. Já a primeira dose está disponível para profissionais da saúde – por categoria, conforme chamamento dos conselhos de classe – e da segurança pública em atividade com idade acima de 35 anos, de acordo com grupos definidos pelas corporações. Essas doses fazem parte da remessa que veio do Estado destinada exclusivamente a estes grupos.

Segundo a Secretaria Municipal de Saúde, a pessoa que teve a doença deve aguardar no mínimo 30 dias para receber a vacina e pacientes que usam medicamentos imunossupressores, em tratamento oncológico ou de hemodiálise, precisam ter autorização médica para tomar a dose.

Continue Reading

Destaque