Connect with us

Anápolis

UniEvangélica recebe nota máxima do MEC e está um passo de se tornar Universidade

Published

on

A nota máxima foi divulgada pelo MEC nas vésperas do natal, agora o Centro Universitário vai batalhar para receber o título de Universidade

DA REDAÇÃO

O Centro Universitário UniEvangélica, que já é a maior instituição de ensino do interior de Goiás, tem ainda mais motivos para comemorar neste fim de ano. Uma equipe de avaliadores do Ministério da Educação recredenciou a unidade com nota 5, valor mais alto concedido pelo MEC. A nota sinaliza a certeza de uma nova conquista almejada pela reitoria da instituição, que é o título de Universidade.

A nota foi publicada no Diário Oficial do MEC no dia 24 de dezembro, véspera de Natal, após visita de uma equipe de professores avaliadores, vindos de outros Estados, que analisaram diversos aspectos para chegarem ao consenso da nota.

Segundo o reitor da instituição, Dr. Carlos Hassel, essa conquista está bem próxima de ser alcançada. “Com essa nota que recebemos na semana passada, passamos a preencher todos os requisitos para receber o título de Universidade. Agora vamos aguardar algumas tramitações internas no Ministério, que fazem parte das questões burocráticas, para que o ministro possa validar a Universidade Evangélica de Goiás”.

O reitor lembra ainda que a transferência acadêmica de Centro Universitário para Universidade é bom não só para a instituição, mas para a cidade de Anápolis. “O título de Universidade destaca Anápolis no mapa da educação superior do país. A fama de cidade universitária ganha ainda mais força”, explicou.

Curso de Medicina

A grande estrela do Centro Universitário UniEvangélica é o curso de Medicina, fundado em 2008, que também tem nota 5 no MEC. Já são 11 turmas formadas, cerca de 840 novos médicos formados pela instituição.

“O curso de Medicina foi inovador desde a sua formação. Foi o primeiro no país a utilizar metodologias ativas”, lembrou o reitor que também destacou o programa de residência médica, o primeiro do interior do Estado.

Embora conquistou destaque estadual entre os demais cursos de medicina, a UniEvangélica não possui um hospital próprio, o que foi uma opção da instituição. “Preferimos utilizar a rede de saúde já existente no município. Temos como parceiros as unidades de saúde, hospitais e UPAs. Dessa maneira, conseguimos contribuir para o fortalecimento da rede de saúde da cidade”, explicou o reitor.

UniEvangélica

A UniEvangélica foi fundada em 1947, foi a primeira a oferecer curso superior em Anápolis. Hoje, depois de 73 anos, já no patamar de Centro Universitário, A UniEvangélica tornou-se a maior instituição de ensino do interior de Goiás, com 32 cursos de graduação, 50 de pós-graduação, 4 mestrados e 2 doutorados.

Atualmente a instituição possui 9.500 alunos, 2 mil colaboradores diretos e aproximadamente 6 mil indiretos.

Continue Reading
Clique para comentar

Deixe uma resposta

Anápolis

“Precisamos desacelerar o avanço da transmissão” diz diretora de saúde

Published

on

Variantes possuem poder de transmissão altíssimo e podem estrangular o sistema de saúde público e privado

DA REDAÇÃO

Quatro pessoas moradoras de Anápolis, com idade entre 24 anos e 44 anos, foram detectadas com novas variantes da Covid-19 do Reino Unido ou de Manaus (AM). O que mais preocupa as equipes de Vigilância Epidemiológica é que, ao fazer o rastreamento desses pacientes, nenhum deles estiveram nesses locais ou tiveram contato com pessoas que passaram por esses destinos. “Há uma transmissão comunitária dessas variantes”, explica Mirlene Garcia, diretora de Vigilância em Saúde de Anápolis.

E o que isso muda? A extrema importância de que o maior número de pessoas pare de circular pelas ruas, como forma de mitigar a transmissão dessa nova variante. “Na prática, os estudos apontam que essas variantes possuem poder de contágio da doença muito superior à Covid-19 originada em Wuhan, na China, e possibilidade de agravamento da doença em tempo mais rápido”, completa Mirlene.

A preocupação é de que nesse ritmo acelerado, o sistema público e particular de saúde sejam estrangulados, já que pacientes cada vez mais jovens estão recorrendo às unidades de saúde e permanecendo por período mais prolongado. Na última quinta-feira, 4, o prefeito Roberto Naves disse, em coletiva de imprensa, que o crescimento de internações foi de 325% em intervalo de sete dias.

A diretora de Vigilância em Saúde teme que se o vírus não for freado nesse momento, podemos atravessar um mês difícil em março. “Não há outra forma, já que o Brasil ainda não tem vacinas suficientes para imunizar a população. Proteja sua família, ajude-nos a desacelerar o avanço da transmissão”, desabafa.

Continue Reading

Anápolis

Anápolis está entre as três cidades do Estado com mais microempreendedores individuais

Published

on

As estatísticas mostram que 28% dos MEI de Anápolis estão na faixa etária entre 31 e 40 anos

DA REDAÇÃO

Com 23.569 novos microempreendedores individuais (MEI) no ano de 2020, Anápolis é o terceiro município do Estado de Goiás entre os que mais contam com optantes pelo Sistema de Recolhimento em Valores Fixos Mensais dos Tributos abrangido pelo Simples Nacional (SIMEI).

Os dados são do Governo Federal e estão disponíveis no portal “Empresas e Negócios”. As estatísticas mostram que 28% dos MEI de Anápolis estão na faixa etária entre 31 e 40 anos. Depois vêm as faixas de 21 a 30 anos (21%); 51 a 60 anos (18%); e acima de 61 anos (6,2%). Entre os jovens, dos 23.569 microempreendedores, 172 estão na faixa entre 18 e 20 anos.

A liderança entre os MEI de Anápolis é de artigos de vestuário e acessórios: 1.933 inscritos (1.517 mulheres e 416 homens). Em segundo está a atividade de cabeleireiro, com 1.822 inscritos. Na terceira posição está promoção de vendas (1.134); seguida por construção civil/obras de alvenaria (907).

Na quarta posição estão lanchonetes, casas de chá, de sucos e similares (885); seguida de mercadorias em geral/predominância de minimercados, mercearias e armazéns (770); restaurantes e similares (553); tratamento de beleza (513); fornecimento de alimentos preparados/maioria para consumo domiciliar (461); e serviços de manutenção e reparação mecânica de veículos automotores (424).

Os números expressivos apresentados por Anápolis são fruto de um processo constante de evolução do setor produtivo local. Entre os fatores que fomentam este crescimento estão políticas públicas de orientação, suporte, consultoria e qualificação de microempreendedores, com intuito de reduzir os índices de informalidade, além de gerar emprego e renda.

Fábrica do Empreendedor

O programa Fábrica do Empreendedor, da Prefeitura, atua na formalização, apoio e qualificação dos microempreendedores individuais (MEI). Nos últimos dois meses a Fábrica do Empreendedor realizou mais de 500 atendimentos. A Fábrica do Empreendedor agora está localizado na sede do Centro de Empreendedorismo, Inovação e Tecnologia de Anápolis (Ceitec), no Bairro Jundiaí, ao lado do Parque Ipiranga. Por conta do decreto excepcional em vigor no município, o atendimento presencial está suspenso, mas pode ser feito de forma on-line pelo telefone (62) 3902-1222, de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h.

Continue Reading

Anápolis

Igrejas não deverão abrir durante o novo decreto municipal

Published

on

O decreto vale por 10 dias como medida para conter o avanço do novo coronavirus

Por Priscila Marçal

Os templos religiosos e filosóficos de Anápolis não poderão abrir durante a validade do novo decreto municipal, publicado ontem pelo prefeito Roberto Naves. A medida começa a valer hoje (5), às 19h.

Devido às novas recomendações, muitas igrejas estão se preparando para fazer a transmissão online de um culto menor, sem fieis presentes. Essa medida já havia sido adotada no ano passado, durante o primeiro lockdown em Anápolis e foi aperfeiçoada ao longo desse período.

Outros pastores, de igrejas menores, preferem enviar em grupos de WhatsApp mensagens em áudio, uma espécie de sermão reduzido, como alternativa de não deixar os fieis desamparados durante a validade do decreto.

O decreto Nº 46.104 esclarece o que deve abrir na cidade e como deverá ser o funcionamento desses estabelecimentos. Não é citado o que deverá permanecer fechado neste período, mas a Assessoria de Comunicação da Prefeitura de Anápolis esclareceu que qualquer setor ou atividade não mencionado no decreto deverá permanecer fechado neste período de 10 dias. Isso envolve igrejas, academias, salões de beleza e demais setores omitidos no documento.

O novo decreto vale até o dia 15 de março.

Continue Reading

Destaque