Connect with us

Política

Projeto Eleições 2020: Márcio Corrêa (MDB) “nossa maior bandeira é a geração de empregos e renda”

Published

on

Candidato diz que estudou a cidade para elaborar as propostas que atendam as necessidades da população

RÁDIO IMPRENSA

A 12 dias das eleições o candidato Márcio Corrêa (MDB) afirma estar confiante com o resultado das últimas pesquisas de intenção de voto: está em terceiro lugar na cidade. Ele foi o entrevistado desta terça-feira, dia 03 de novembro, durante a segunda rodada do Projeto Eleições 2020, executado pela Rádio Imprensa no Programa O X da Questão.

Durante uma hora o candidato expos suas principais propostas. Disse que durante os dias de campanha, os pedidos que mais recebeu dos eleitores é que a prefeitura tenha uma gestão mais eficiente nas diversas áreas de atuação.

Afirmou que sua principal bandeira é a geração de emprego e renda, por isso elaborou uma proposta ousada de zerar o déficit habitacional com o programa “Em Casa”, que considera ser a maior das suas propostas. A ideia é a prefeitura subsidiar 50% da entrada do imóvel do anapolino e o município financiaria essa dívida por 30 anos. Segundo o candidato a entrada é a maior dificuldade que uma pessoa tem para pagar a aquisição de um novo imóvel. Dessa maneira, seria possível, também, aquecer o setor de construção civil, gerando emprego, renda e impostos para o município. A estimativa é de arrecadar em quatro anos R$ 600 milhões de reais.

Para a área da educação, o candidato disse que pretende reformar todas as unidades escolares, ampliar os Cmeis e criar o Cmei noturno para oportunizar as mães que trabalham à noite. Segundo o candidato, a pandemia deixou evidente a diferença entre a educação pública e a privada, por isso pretende modernizar o sistema de educação no município.

Para a saúde, pretende universalizar o programa de atenção à saúde da família, reabrir o Cais Mulher e criar um Hospital Municipal que atenda média e alta complexidade para deixar de depender dos serviços terceirizados a hospitais particulares.

Pretende também investir na infraestrutura da cidade, criando o estacionamento inteligente, que por meio de um aplicativo de celular vai apontar os locais onde há vaga de estacionamento. O programa seria gerido por menores aprendizes.

Para a administração pública o empresário também tem muitos projetos. Quer, por exemplo, reduzir a dívida de curto prazo do município, aumentando a liquidez, evitando a aquisição de empréstimos a juros altos.  Pretende, também, reduzir a quantidade de servidores comissionados, segundo o candidato, atualmente, são 1.400 servidores dessa categoria, o que infla a máquina pública. Além disso, quer calcular o patrimônio municipal para identificar prédios ociosos e reduzir custos com aluguéis.

Sobre o saneamento básico, esclareceu que não é responsabilidade do município ampliar a rede de esgoto ou a distribuição de água, esse serviço foi concedido à Saneago. Mas é responsabilidade do município fiscalizar o serviço. Disse que pretende criar a Agência Municipal de Regulação que vai fiscalizar essa e outras concessões feitas pelo município. Coleta de lixo e transporte público são outras concessões que seriam fiscalizados pela agência.

Confira a entrevista na íntegra:

entrevista Márcio corrêa – 1ª parte
entrevista com márcio corrÊa – 2ª parte
Foto de Urna de Márcio Corrêa

Para votar

Nome de Urna: Márcio

Nome completo: Márcio Aurélio Corrêa

Partido: MDB

Número: 15

Sobre o candidato

Márcio Aurélio Corrêa, enfrenta pela primeira vez uma eleição. Pelo MDB pretende ser o próximo prefeito de Anápolis. Tem como vice o Luiz Claudio da Fonseca Bragança Pinheiro, conhecido como Brigadeiro Bragança, militar reformado das Força Aérea Brasileira, filiado ao Republicanos.

Sobre o Projeto Eleições

O Projeto “Eleições 2020” é uma realização da Rádio Imprensa. Em duas rodadas de entrevistas, a equipe de jornalismo da Rádio Imprensa entrevista os nove candidatos à prefeitura de Anápolis. A primeira rodada foi do dia 28 de setembro a 08 de outubro. A segunda rodada começou no dia 30 de outubro e vai até o dia 12 de novembro.

As entrevistas serão realizadas no programa “O X da Questão”. Dessa vez os candidatos tem uma hora para apresentar suas propostas para a administração da cidade (o dobro do tempo da primeira rodada). As entrevistas também são transmitidas ao vivo nas redes sociais da Rádio Imprensa: YouTube, Facebook e Instagram.

O Projeto “Eleições 2020” tem a intenção de contribuir com o processo eleitoral, levando informação ao eleitor com ética e imparcialidade.

Confira o calendário de entrevistas

30.10 – Douglas Carvalho (PSOL)

03.11 – Márcio Corrêa (MDB)

04.11 – Roberto Naves (PP)

05.11 – João Gomes (PSDB)

06.11 – José de Lima (Patriota)

09.11 – Antônio Gomide (PT)

10.11 – Josmar da Moura Gás (PRTB)

11.11 – Delegado Federal Humberto (PSD)

12.11 – Valeriano (PSL)

Clique para comentar

Deixe uma resposta

Política

Pacheco inclui Estados e Municípios e oficializa criação da CPI da Covid

Published

on

O presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), leu, em sessão na tarde desta terça-feira (13), o requerimento que oficializa a criação da comissão parlamentar de inquérito (CPI) da Covid.

DA REDAÇÃO

A Casa investigará atuação do governo federal na pandemia e também  a destinação de verbas federais a Estados e municípios. Pacheco, que uniu duas apurações na mesma comissão, dará 10 dias para os líderes partidários indicarem os membros da CPI, a ser formada por 11 titulares e sete suplentes.

— A Presidência comunica ao Plenário que recebeu Requerimento do senador Randolfe Rodrigues e outros senadores, solicitando a criação de Comissão Parlamentar de Inquérito, composta de 11 membros titulares e sete suplentes, para, no prazo de 90 dias, com limite de despesa de R$ 90 mil, apurar as ações e omissões do governo federal no enfrentamento da pandemia da covid-19 no Brasil e, em especial, no agravamento da crise sanitária no Amazonas com a ausência de oxigênio para os pacientes internados — disse Pacheco.

O presidente do Senado uniu ao requerimento do senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP), que foca o pedido de investigação na atuação do governo federal, o pedido do senador Eduardo Girão (Podemos-CE), que inclui a destinação de verbas federais a Estados e municípios na investigação.

— A Presidência determina, nos termos do art. 48, § 1º, do Regimento Interno o apensamento do Requerimento de autoria do Senador Eduardo Girão ao Requerimento de autoria do Senador Randolfe Rodrigues, por tratarem de matéria conexa — leu Pacheco.

A decisão de Pacheco ocorreu em ambiente de pressão do Palácio do Planalto e na mira da oposição. Ele escolherá ainda se a comissão será presencial ou remota.

Ao ler o requerimento, o presidente do Senado destacou que a abertura da comissão foi uma ordem do Supremo Tribunal Federal (STF). Na última quinta-feira (8), o ministro Luís Roberto Barroso determinou que Pacheco instaurasse uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para avaliar o combate à pandemia no Brasil. 

Continue Reading

Política

Amilton propõe criação da Frente Parlamentar da Retomada na Alego

Published

on

Mais um grande passo para garantir os empregos existentes e a geração de novas vagas de trabalho no Estado de Goiás.

DA REDAÇÃO

Esse é um dos principais objetivos da proposta do deputado estadual Amilton Filho para criação na Assembleia Legislativa de Goiás da Frente Parlamentar da Retomada.
“Essa Frente Parlamentar da Retomada irá contribuir com o processo de garantir o crescimento econômico em Goiás, que é uma preocupação minha e premente do governador Ronaldo Caiado”, destaca o parlamentar.
“Teremos a confecção de uma agenda parlamentar e executiva que realize um conjunto de reuniões regionalizadas para ouvir e propor parcerias para os empresários através dos segmentos classistas, amparar os pequenos e micro empresários, dando as mãos aos que empregam em Goiás”, destaca ainda o deputado estadual Amilton Filho.

Continue Reading

Política

Reviravolta no Planalto: confira quem são os novos ministros

Published

on

Presidente Jair Bolsonaro troca seis ministros em apenas um dia

DA REDAÇÃO

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) fez trocas em um total de seis ministérios nesta segunda-feira (29). A primeira foi a do Ministro de Relações Exteriores, Ernesto Araújo, anunciada pela manhã. À tarde foi divulgada a troca de outro ministro, Fernando Azevedo e Silva, que estava à frente do Ministério da Defesa. Mais tarde, em nota oficial, o governo confirmou as demais trocas.

Com a saída de Fernando Azevedo, o ministro da Casa Civil, Walter Braga Neto, foi colocado na Defesa. Já o general Ramos, então na Secretaria de Governo, foi colocado na Casa Civil.

Para a Secretaria de Governo foi escolhida a deputada Flávia Arruda (PL-DF), um nome com bom trânsito no Centrão. Além disso, Bolsonaro levou o ministro André Mendonça, do Ministério da Justiça, de volta para a Advocacia Geral da União. O ministro José Levi já deixou o cargo.

Para a Justiça, foi escolhido Anderson Torres, ex-secretário de Segurança do DF. Para Relações Exteriores foi escolhido o embaixador Carlos França.

Continue Reading

Destaque