Connect with us

Anápolis

Presidente da SANEAGO nega crise

Published

on

O presidente da SANEAGO, Jalles Fontoura, disse durante reunião com empresários na Associação Comercial e Industrial de Anápolis, na noite da última quarta-feira, 31, que o problema de água na Cidade, não é a falta de água, mas de gestão do produto. O Município, segundo ele, tem uma perda de cerca de 40%, que está acima da média de Goiás e do Brasil. Ele garantiu que, este ano, não haverá desabastecimento – salvo em casos de eventuais problemas no sistema de distribuição – e que tanto a água, quanto o esgoto, terão os serviços universalizados, ou seja, vão chegar a 100% das moradias.

Jalles Fontoura adiantou que a Empresa fará investimentos superiores a R$ 100 milhões em Anápolis este ano e no ano que vem, sendo que uma dos projetos de maior relevância será a transposição de água do Ribeirão Capivari para o sistema Piancó, que é responsável por cerca de 80% do abastecimento da Cidade. O presidente da estatal, também, adiantou que, para garantir o abastecimento, outras medidas já estão sendo adotadas, como a perfuração de poços artesianos. Além disso, ele destacou a necessidade de se reduzirem as perdas no sistema, inclusive, na própria estação do Piancó.

Quanto, ainda, à questão dos investimentos, Jalles Fontoura relatou que o Prefeito Roberto Naves ofereceu à SANEAGO um crédito de R$ 50 milhões para reforçar e acelerar o cronograma de benfeitorias. Mas, ele observou que as obras serão executadas com as fontes já existentes. O presidente da SANEAGO ressaltou que, tão importante quanto a água, é o investimento em esgoto é fundamental e haverá, também, uma ação direcionada para tornar o benefício acessível a todas as moradias o que, conforme avaliou, terá um grande impacto na saúde pública, como teve em relação à melhoria da saúde bucal da população com a fluoretação da água.

AVTOs

Cobrado pelo presidente da ACIA, Anastácios Apostolos Dagios, em relação às dificuldades para a emissão dos Atestados de Viabilidade Técnico-Operacional (AVTOs), que vêm emperrando o setor da construção civil, o presidente da SANEAGO reconheceu a existência do problema. Disse que espera trabalhar em parceria com o setor produtivo.

Ele não adiantou o que será ou está sendo feito para solucionar a questão O Presidente assegurou que não haverá negativa, mas a empresa dirá “sim”, todavia, com condições. Hoje, muitos construtores são praticamente obrigados a fazer investimentos vultosos para fazer a ligação de água em condomínios residenciais, sem ter nenhuma contrapartida. Uma ideia, segundo Jalles Fontoura, seria criar uma espécie de incentivo, como um “Produzir da água”.

O presidente da SANEAGO frisou que pretende vir com sua equipe mensalmente a Anápolis, para acompanhar os investimentos e verificar as demandas que a Cidade tem e, com isso, estreitar o relacionamento da empresa com a Cidade, relacionamento este que, no passado, chegou a níveis críticos. Por esta razão, tem sido recorrente o debate sobre a municipalização. Jalles Fontoura disse que esta medida não tem se mostrado eficaz nos municípios goianos que assumiram o saneamento.

Texto: Extraído Jornal Contexto

Continue Reading
Clique para comentar

Deixe uma resposta

Anápolis

Pontos fixos de vacinação estão com baixa procura de idosos cadastrados

Published

on

Ginásio Internacional Newton de Faria, CMTT e as unidades de saúde da Vila União, Vila Norte e Filostro Machado funcionam como local de imunização permanente de segunda a sexta, das 8h às 16h

DA REDAÇÃO

Empenhada em agilizar a imunização de idosos a partir de 80 anos que já estão cadastrados pelo Zap da Vacina, tanto na primeira dose quanto na segunda (para os que já estão no período de fazer o reforço, conforme indicado no cartão de vacinas), a Prefeitura de Anápolis alerta para a baixa procura nos cinco pontos fixos da cidade, reforçando o chamado para os grupos da faixa etária liberada para a vacinação. Os pontos fixos são as unidades de saúde da Vila União, Vila Norte e Filostro Machado; CMTT; e Ginásio Internacional Newton de Faria, e o funcionamento é de segunda a sexta, das 8h às 16h.

“Para saber a data correta, é necessário identificar o dia da primeira dose e a data limite, que consta do cartão de vacinas. É importante também avisar que idosos não acamados que não foram vacinados em domicílio devem procurar os pontos fixos para aplicação da segunda dose”, frisa a diretora de Vigilância em Saúde, Mirlene Garcia. Ela explica que a partir de 14 dias da primeira dose a pessoa já pode receber a segunda.

Por exemplo, quem recebeu a vacina no drive-thru em 31 de janeiro pode tomar a segunda dose a partir do dia 14 de fevereiro até o dia 28 de fevereiro, preferencialmente. O mesmo acontece com quem foi imunizado nas outras ações de drive-thru: do dia 07 de fevereiro, deve receber entre 21 de fevereiro a 07 de março; e do dia 15 de fevereiro, de 1º de março a 15 de março.

Continue Reading

Anápolis

Cai volume de reclamações sobre transporte coletivo de Anápolis

Published

on

Efeito ocorre após propostas construídas em reunião entre representantes da CMTT, Vigilância Sanitária, Polícia Militar e Urban

DA REDAÇÃO

Um fiscal da Secretaria de Trânsito, Transportes e Serviços Urbanos (CMTT), de segunda a sexta-feira, ininterruptamente, dentro do terminal da Urban; Fiscais em locais pontuais e estratégicos distribuídos no Distrito Agroindustrial de Anápolis (DAIA); Notificação de pontos de gargalos, com elevação do número de ônibus nessas rotas. Essas foram algumas das ações implementadas, e que já surtiram efeito, após reunião que ocorreu na última sexta-feira, 19, entre representantes de diversas esferas em busca de melhorar a prevenção da Covid-19 no sistema de transporte coletivo do município.

O gerente municipal de Vigilância Sanitária, Gúbio Dias Pereira, garante que é notória a redução de reclamações recebidas no órgão em relação ao número de usuário do transporte coletivo e à sanitização dos ônibus. “Ainda não temos esse dado traduzido em números. É algo empírico que observamos facilmente ao longo dos últimos dias”, revela.

O diretor de Trânsito, Transportes e Educação, Igor Lino Siqueira, explica que, inicialmente, foram observados alguns gargalos que, logo corrigidos, já foram suficientes para equalizar o número de transporte de passageiros de acordo com o decreto estadual (máximo de passageiros deve ser igual ou inferior à capacidade máxima de assentos). “Aumentamos o número de carros na Vila Jaiara, Avenida Pedro Ludovico, Recanto do Sol e ainda três veículos para o Daia”, explica. O cidadão pode contribuir com a fiscalização através do WhatsApp (62) 98596-5564, voltado para o atendimento a usuários do transporte coletivo.

Continue Reading

Anápolis

Anápolis tem o dobro da média nacional de internações por doenças mentais

Published

on

Doenças são as mais diversas como surtos psicóticos, stress, depressão, ansiedade, esquizofrenia, mal de Alzheimer, perturbação bipolar, manias, entre outras

Por Edilson Marçal

O município de Anápolis apresenta um perfil curioso em relação a internações por transtornos mentais e comportamentais. Enquanto a média nacional de internações por essa causa é de 4,4% do total geral de causas e a média estadual é de 4,6%, em Anápolis as doenças mentais correspondem a 8,45% das internações, conforme dados abertos do Ministério da Saúde, disponíveis no site do Datasus.

São considerados transtornos mentais e comportamentais doenças que interferem na capacidade cognitiva e nas emoções, resultando na limitação das capacidades pessoais ou sociais do indivíduo, como os surtos psicóticos, stress, depressão, ansiedade, esquizofrenia, mal de Alzheimer, perturbação bipolar, manias, entre outras. Também se enquadram nessa categoria transtornos resultantes do uso de álcool e outras drogas.

Uma possível causa para esse percentual acentuado é o fato de Anápolis ser referência para todo o Norte do Estado no tratamento de doenças mentais, uma vez que os demais municípios oferecem somente internação de urgência para esses transtornos. Os transtornos mentais e comportamentais são considerados problemas de saúde típicos do mundo contemporâneo, devido ao ritmo, estilo e hábitos de vida impostos pela modernidade.

Em Anápolis, o atendimento aos transtornos mentais e comportamentais no SUS ocorre de duas formas: as urgências em saúde mental e as internações de longa permanência. No caso de surtos psicóticos, recomenda-se que seja acionado o SAMU, que fará o encaminhamento para o ponto de atenção mais adequado.

Percentual de internações por transtornos mentais e comportamentais.

Fonte: DataSus
Continue Reading

Destaque