Connect with us

Goiás

Parceria fortalece os pequenos negócios goianos

Published

on

Objetivo é orientar pequenos negócios sobre acesso a linhas de crédito da GoiásFomento, tanto com cursos EAD quanto com atendimento online ou presencial.

DA REDAÇÃO

A parceria entre Sebrae Goiás e a GoiásFomento vem se fortalecendo neste momento crítico que as empresas passam por conta da pandemia. Mais do que nunca os pequenos negócios vêm a importância de se cuidar para a sustentabilidade e retomada da economia do Estado.  

Dentre os projetos desta parceria estão o convênio com o Fampe (Fundo de Aval para Micro e Pequenas Empresas) e a GarantiGoiás (Associação de Garantia de Crédito de Goiás). Ambos com o foco em facilitar o acesso ao crédito por meio da concessão de garantias nas operações de crédito, uma das principais dificuldades enfrentadas pelas empresas e apontada em todas as pesquisas.  

Por isso, para facilitar este acesso, o Sebrae Goiás e a GoiásFomento buscam juntos uma atuação mais próxima ao empresário, oferecendo o que ele precisa em cada etapa deste tema. O Sebrae Goiás passará a orientar pequenos negócios no acesso a linhas de crédito. A orientação ocorrerá antes, durante e depois da obtenção do crédito por parte do empreendedor, que poderá contar com mais de 100 cursos EAD e atendimento on-line ou presencial oferecidos pela instituição.  

De acordo com o analista técnico do Sebrae Goiás, Anderson Cezar Leite, “o trabalho do Sebrae em parceria com a GoiásFomento é fornecer a orientação a todos os empreendedores que quiserem pleitear empréstimos junto à agência, conforme necessidade do cliente. O Sebrae irá conduzir o empreendedor a escolher a linha de crédito que melhor se adeque às suas necessidades”, explica.  

Anderson diz ainda que esse é um trabalho realizado pelo Sebrae, e que poderá ser feito tanto on-line quanto presencialmente. “A expectativa é de que o empreendedor se prepare para pegar um empréstimo e que se prepare cada vez mais para honrar esse compromisso no futuro. Por isso, o Sebrae estará presente na escolha do crédito, na sua obtenção e após, monitorando o empreendedor para que ele possa honrar com esse compromisso”, afirma.

Na fase inicial (pré-credito), quando o empresário precisa buscar ajuda, o cliente da Goiás Fomento pode contar com todo atendimento prestado pelo Sebrae, desde orientá-lo sobre sua real necessidade, como orientações sobre as linhas disponíveis, suas particularidades e exigências, até os documentos necessários para envio.

No caso das linhas do Crédito Produtivo e do Microcrédito Produtivo Orientado, onde por regulamento da linha, é exigido uma orientação para tomada do crédito, o Sebrae GO e a GoiásFomento, buscaram uma solução para que as duas linhas continuassem beneficiando seus clientes. Firmaram então um acordo para uma Oficina de Capacitação à distância (EAD) com abordagem do conteúdo exigido, chamada Oficina de Crédito Consciente:

Totalmente online e gratuita, onde o próprio cliente gera seu certificado assim que conclui a Oficina e com isso, tem acesso as essas duas linhas de crédito que têm condições atrativas. O cliente pode procurar pelo Sebrae ou pela GoiásFomento, que será atendido e orientado nessa etapa. Graças ao esforço dessas duas entidades, os clientes terão maior facilidade no acesso a essas linhas.

Além disso, o Sebrae GO disponibiliza a todos os clientes da GoiásFomento de forma gratuita, consultores específicos do tema crédito. Porque mais importante do que encontrar a melhor linha de crédito para o empresário, é preciso avaliar se de fato, o problema dele é crédito. O agendamento do horário é simples e rápido, sem espera nem burocracia.

Pensando na sustentabilidade do negócio e crescimento da empresa, após o cliente ter tomado uma linha de crédito, ele continua contando com atendimento do Sebrae para ajudá-lo na gestão desse crédito (fase pós-crédito). Hora importante de cuidar do fluxo de caixa e garantir que tudo continuará seguindo conforme previsto e seus compromissos serão honrados.  Nessa etapa, o Sebrae Goiás disponibiliza consultorias gratuita de uma hora com consultor específico que ajudará no controle dos pagamentos e projeções futuras e ajudará o empresário a gerenciar e aplicar o recurso da forma mais eficiente.

Atendimentos

Os empresários podem acessar o Sebrae através dos canais listados abaixo, para buscar orientações, consultorias e capacitações. Todo o trabalho desenvolvido é gratuito.

Central de Relacionamentos: 0800-570-0800 (orientações e agendamentos).

Portal Sebrae Coronavírus: https://www.sebrae.com.br/sites/PortalSebrae/coronavirus. (Informações e ferramentas para a empresa reagir à quarentena).

  • Atendimento on-line e agendamento podem ser feitos pelo próprio cliente pelo site: agendamento.sebraego.com.br. (Consultorias remotas para tratar de planejamento, marketing, finanças, acesso à crédito e para o MEI apoiando na formalização, alteração, baixa, declaração de faturamento entre outros).
  • Portal EAD: ead.sebrae.com.br  
  • Fale com o Sebrae: https://www.sebrae.com.br/sites/PortalSebrae/faleconosco. (Atendimento via chat com analistas para orientações e informações sobre gestão de negócios, planejamento, marketing, finanças e sobre questões legais para o MEI).
  • Redes sociais: @sebraego. (Interação com o empresário com postagens e vídeos sobre estratégias e informações para melhorar a gestão das empresas).


Fonte: Sebrae-Go/GoiásFomento

Clique para comentar

Deixe uma resposta

Goiás

À ONU, Caiado pede que Brasil possa produzir princípio ativo da vacina contra Covid

Published

on

Sugestão do governador é que a produção ocorra mediante a pagamento de royalties

DA REDAÇÃO

Em reunião com a Organização das Nações Unidas (ONU), o governador Ronaldo Caiado (DEM) pediu para que o Brasil e outros países sejam autorizados a produzir o ingrediente farmacêutico ativo (IFA) utilizado na vacina contra a Covid-19. A sugestão do democrata é que a produção ocorra mediante a pagamento de royalties. Atualmente, apenas China, Índia, Rússia e Estados Unidos têm permissão para fabricar o princípio ativo.

A reunião ocorreu na última sexta-feira (14), de maneira virtual, e teve a participação da secretária-geral adjunta da ONU, Amina Mohammed, e governadores de outros estados brasileiros.

Na ocasião, o democrata disse que é inadmissível que somente quatro países possam fabricar o ingrediente para bilhões de pessoas.“Isso atrasa demais o processo de vacinação. Por isso a ONU precisa intermediar esse processo e garantir que possamos produzir o IFA mediante o pagamento de royalties”, salientou no encontro.

A secretária-geral Amina Mohammed acenou positivamente à sugestão de Caiado e declarou ser necessária a ação conjunta de todos. De acordo com Marlova Noleto, coordenadora da ONU no Brasil, o país será auxiliado em relação a medicamentos, vacinas e ajuda humanitária. “Vamos intensificar isso”, garantiu.

A ONU também anunciou que vai antecipar ao Brasil o repasse de quatro milhões de doses. Elas devem chegar ainda em abril. Outras quatro milhões de unidades podem vir em maio. Os imunizantes fazem parte do consórcio Covax Facility.

Continue Reading

Goiás

Governo de Goiás quer ampliar o prazo do estado de calamidade

Published

on

Novo decreto deve ser editado, o efeito do anterior terminou no fim de 2020.

O governo enviou à Assembleia Legislativa, um pedido de prorrogação do estado de calamidade em Goiás até 31 de dezembro. Com isso, será possível que o estado use recursos para o combate à pandemia de Covid-19, que recrudesceu nos últimos meses. Na justificativa, consta que há previsão da redução das receitas públicas e que as despesas com medidas para atenuar a crise gerada pela pandemia possam aumentar e que a não prorrogação poderia paralisar consideravelmente o aparto público

Continue Reading

Goiás

Goiás sobe sete posições no ranking da vacinação

Published

on

Em uma semana, Estado saltou da 18ª para 11ª colocação entre unidades da Federação que mais aplicaram e registraram primeira dose da vacina contra Covid-19. Melhora vem após cobrança do governador Ronaldo Caiado por maior agilidade dos municípios na alimentação dos dados das imunizações no Sistema de Informação do Ministério da Saúde

DA REDAÇÃO

Dados do portal do Ministério da Saúde de terça-feira (13/04), mostram que Goiás ocupa a 11ª colocação no ranking de unidades da federação que mais aplicaram a 1ª dose da vacina contra a covid-19, totalizando 670.678 imunizações. Na terça-feira da semana passada, o Estado estava na 18ª posição.

A melhora veio após o governador Ronaldo Caiado solicitar maior eficiência no registro das imunizações no Sistema de Informação do Ministério da Saúde (SI/PNI) e determinar que a Secretaria-Geral da Governadoria (SGG) e a Secretaria de Estado da Saúde (SES) realizassem uma ação conjunta de sensibilização dos municípios, que são os responsáveis pelo repasse dos dados.

Quando analisado o total de imunizações já aplicadas, levando em conta a primeira e segunda dose, Goiás sobe para a décima posição no ranking. Até esta terça-feira, o Estado somava 826.602 imunizações. A demora no registro dos dados é prejudicial, pois a defasagem entre o número de doses recebidas e aplicadas pode resultar em uma redução de novas remessas por parte do Ministério da Saúde.

Ao receber o envio do Ministério da Saúde, a SES realiza uma força-tarefa para distribuir a vacina aos 246 municípios goianos. A maioria das regionais de saúde recebem o imunizante em um prazo de 24 horas. As demais recebem em até 48 horas. No entanto, na última semana, das 1.031.380  distribuídas, apenas 624.715 estavam registradas no sistema como aplicadas. Na quarta-feira da semana passada (07/04), Caiado fez um apelo público, durante o lançamento do programa Todos por Elas, para que os municípios informassem os dados.

O governador também determinou um acompanhamento mais próximo do andamento da vacinação nos municípios. Para isso, a SGG, em parceria com a SES, está monitorando os índices de aplicação e entrando em contato com as prefeituras que apresentarem maiores índices de falta de registro.

Os percentuais relativos à primeira dose serão disponibilizados em boletins diários dos municípios com maior e menor registro de aplicações, calculado com base no número de doses recebidas por cada cidade. Os rankings serão publicados nas redes sociais das duas secretarias.

Municípios

O primeiro ranking, divulgado na quarta-feira (14/04), analisou a atualização dos dados nos 14 municípios goianos com mais de 100 mil habitantes. Juntos eles concentram 63,92% da população do Estado.

Entre os 14 maiores municípios, Rio Verde apareceu com o melhor percentual de aplicação da primeira dose da vacina. Do total de imunizantes recebidos, 95,57% estão registrados no sistema do Ministério da Saúde como aplicados. Na segunda posição aparece Catalão (94,11%), seguida por Anápolis (89,91%) e Itumbiara (89,45%). Na quinta posição do ranking,  Valparaíso e Jataí aparecem empatadas, com 89,26%.

Na sequência aparecem Trindade (85,66%), Novo Gama (82,78%) e Luziânia (77,19%). Goiânia ocupa a nona posição, com 77,19%.

Os cinco municípios com os percentuais de vacinação, entre os 14 maiores, são: Formosa (72,38%), Senador Canedo (74,11%), Aparecida de Goiânia (74,37%), Águas Lindas (74,99%) e Goiânia (77,02%). Os dados foram coletados às 10h de quarta-feira (14/07).

Na etapa seguinte, prevista para os próximos três dias, a ação de sensibilização vai monitorar a situação nas cidades com os maiores números absolutos de doses não registradas.

Continue Reading

Destaque