Connect with us

Anápolis

Indústria farmacêutica em Anápolis cresce e gera mais de 11 mil empregos

Published

on

O aumento na contratação foi de 13,64%, mesmo com todos os efeitos da pandemia

Por Priscila Marçal

A crise causada pelo novo Coronavírus resultou em prejuízos para alguns empresários, mas em lucro para outros. Segundo nota divulgada pelo Sindicato das Indústrias Farmacêuticas de Goiás (Sindifargo) o setor cresceu em Goiás, especialmente em Anápolis.

Isso porque, devido à pandemia, os brasileiros passaram a consumir mais medicamentos. O aumento foi de 15%, principalmente os genéricos. Os medicamentos que geraram maior aumento da demanda são os que tratam a hipertensão e diabetes, o crescimento nacional pela busca desses tipos de medicamentos foi de 18%, o que demonstra que os brasileiros que apresentam comorbidades estão cuidando melhor de sua saúde. Por outro lado, o crescimento de 6% nos antidepressivos e 16% nos medicamentos para o sistema nervoso central, reflete os efeitos colaterais do isolamento social, perda de empregos e de negócios.

Com o aumento da demanda a produção também precisou aumentar. Segundo o Sindifargo, “as indústrias goianas responderam prontamente a esta necessidade”. As indústrias instaladas no Distrito Agroindutrial de Anápolis (DAIA), contrataram 13,64% a mais de colaboradores, comparando outubro de 2020 com novembro de 2019.

“Estamos em sintonia com as estatísticas oficiais divulgadas, na qual produzimos mais medicamentos genéricos para tratamento da hipertensão arterial, diabetes, analgésicos, anti-inflamatórios e vários outros medicamentos para o enfrentamento da COVID-19”, diz a nota.

Esses dados consolidam Anápolis como o segundo maior polo farmacêutico do país. Todo o Estado gera 14.744 empregos diretos, só Anápolis emprega 11.658 desses colaboradores, isso representa 79% de todos os empregos da indústria farmacêutica goiana.

Clique para comentar

Deixe uma resposta

Anápolis

Segunda dose marcada para o dia 21 de abril estará disponível nesta terça – feira, 20

Published

on

DA REDAÇÃO

Quem precisa receber o reforço do imunizante deve procurar a unidade do Anexo Itamaraty, Ginásio Internacional Newton de Faria, CMTT ou Ginásio da UniEvangélica

A Prefeitura de Anápolis chama os idosos cuja data de aplicação da segunda dose seria nesta quarta-feira, 21 – feriado de Tiradentes – para procurarem nesta terça-feira, 20, das 8h às 16h, um dos quatro postos para receber a vacina. São eles: unidade do Anexo Itamaraty, Ginásio Internacional Newton de Faria, CMTT e Ginásio da UniEvangélica.

A vacinação continua para profissionais de saúde que precisam receber a segunda dose. Já a primeira dose está disponível para profissionais da saúde – por categoria, conforme chamamento dos conselhos de classe – e da segurança pública em atividade com idade acima de 35 anos, de acordo com grupos definidos pelas corporações. Essas doses fazem parte da remessa que veio do Estado destinada exclusivamente a estes grupos.

Segundo a Secretaria Municipal de Saúde, a pessoa que teve a doença deve aguardar no mínimo 30 dias para receber a vacina e pacientes que usam medicamentos imunossupressores, em tratamento oncológico ou de hemodiálise, precisam ter autorização médica para tomar a dose.

Continue Reading

Anápolis

Anápolis continua aplicação de segunda dose até a chegada de mais vacinas

Published

on

Idosos, profissionais da saúde e segurança pública podem ser imunizados em um dos três pontos das 8h às 16h

DA REDAÇÃO

A força-tarefa realizada pela Prefeitura de Anápolis na sexta-feira, 16, e sábado, 17, teve saldo positivo: 5.387 idosos com idade igual ou acima de 61 anos foram vacinados com a primeira dose. Agora, o município retoma a aplicação da segunda dose em idosos e profissionais de saúde até que novas remessas sejam enviadas pelos governos federal e estadual.

Também serão imunizados com primeira dose profissionais da saúde – por categoria, conforme chamamento dos conselhos de classe – e da segurança pública em atividade com idade acima de 35 anos, de acordo com grupos definidos pelas corporações. Essas doses fazem parte da remessa que veio do Estado destinada exclusivamente a estes grupos.

Para isso, vão funcionar os seguintes pontos: Ginásio Internacional Newton de Faria, CMTT e Ginásio da UniEvangélica. O horário continua das 8h às 16h. Segundo a Secretaria Municipal de Saúde, a pessoa que teve a doença deve aguardar no mínimo 30 dias para receber a vacina e pacientes que usam medicamentos imunossupressores, em tratamento oncológico ou de hemodiálise, precisam ter autorização médica para tomar a dose.

Continue Reading

Anápolis

Anápolis está entre as cinco do Estado que tem mais registros de vacinas aplicadas

Published

on

Município já informou ao Ministério da Saúde 97,25% das aplicações de primeira dose

DA REDAÇÃO

O governo estadual listou os municípios que mais abastecem a base de dados do Ministério da Saúde sobre os imunizados em primeira dose da vacina contra Covid-19 e Anápolis é referência entre as cidades goianas, tendo registrado 97,25% das aplicações no sistema, até agora.

Um dos diferenciais de Anápolis, segundo a diretora de Vigilância em Saúde, Mirlene Garcia, é a organização dos dados por meio de sistema desenvolvido pelo próprio município, responsável pela atualização instantânea das informações, antes que elas sejam repassadas para a plataforma do SUS. “Depois que fazemos nosso registro em tempo real, assim que a vacina é aplicada, nós temos uma equipe que reúne esses cadastros, em geral no dia seguinte, e repassa as informações para o sistema do Ministério da Saúde”, explica.

Mirlene recorda que o sistema federal apresentou falhas quando começou a operar, o que impediu a cidade de ter atualização plena dos registros. “Nós fizemos uma força-tarefa para refazer os lançamentos que não foram inseridos”, diz a diretora. “Nosso pessoal tem trabalhado o dia todo na digitação dessas informações, inclusive hoje (sábado)”, afirma.

Das 71.910 doses recebidas pelo governo estadual, Anápolis já aplicou 66.534. Atualmente, o município está vacinando pessoas com idade igual ou superior a 61 anos, além de profissionais da saúde e da segurança pública, conforme determinado em portaria do Ministério da Saúde.

Continue Reading

Destaque