Connect with us

Goiás

Hospital para Covid em Uruaçu deve ser inaugurado em 08 de março

Published

on

Estrutura tem 68 leitos de UTI e 118 enfermarias e será referência para tratamento de casos suspeitos e confirmados de infecção durante a pandemia

DA REDAÇÃO

O governador Ronaldo Caiado vistoriou a obra de construção do Hospital de enfrentamento à Covid-19 do Centro-Norte Goiano (HCN), em Uruaçu, na manhã deste domingo (28/02). A unidade será estruturada para ser referência na região para casos suspeitos e confirmados de infecção pelo coronavírus durante a pandemia, com capacidade para cerca de 200 leitos, sendo 68 de Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) e 118 de enfermarias. “Será transformado em um hospital que vai dar suporte 100% ao tratamento e enfrentamento à Covid-19. Terá aqui não só uma estrutura diferenciada, como também toda uma equipe muito bem treinada, diante de um ano que nós já estamos convivendo, infelizmente, com esse vírus”, destacou Caiado.

O governador anunciou que o início do funcionamento do hospital está previsto para o próximo dia 08 de março. “Só inauguro o que vai funcionar ou o que está funcionando. Hoje é uma visita de vistoria. Estou aqui com meus secretários, todos eles para vistoriarem essa estrutura, como também com toda a equipe técnica. O ‘start’ é a partir do dia 08, oportunidade em que começaremos a abrir os leitos para receber as pessoas contaminadas pela Covid-19”, informou.

A unidade hospitalar já recebeu equipamentos para acompanhamento e diagnóstico dos pacientes. Foram instalados tomógrafos de 64 canais, aparelhos de raios X e ultrassonografia, entre outros. “Um tomógrafo que tem uma capacidade de resolução, uma rapidez de fazer uma tomografia de pulmão e com imagem com nível de detalhes maior ainda”, explicou o governador sobre a tecnologia adquirida para atender a população no local.

O secretário de Estado de Saúde, Ismael Alexandrino, pontuou que as ações de saúde têm todo o respaldo necessário por parte do governador. “Pelo fato de ser médico, ele entende as ações que, muitas vezes, são impopulares, mas são corretamente adotadas de forma técnica para ter o impacto que se espera na população e cuidar do cidadão goiano”, disse.

No Hospital de Uruaçu, o governador se reuniu com o titular da Secretaria de Estado de Saúde (SES), Ismael Alexandrino, o presidente da Agência Goiana de Infraestrutura e Transportes (Goinfra), Pedro Sales, bem como com diretores da organização social responsável pela gestão do HCN e equipe de engenheiros para acertar os últimos detalhes para finalizar a obra. A vistoria percorreu toda a estrutura hospitalar incluindo setores como a central de gás, geradores e caldeira.

Maior obra da região

Após a pandemia, o Hospital do Centro-Norte Goiano terá finalidade de hospital geral para atendimento regional de urgência e emergência. A estrutura comportará cirurgias, internações e casos de alta complexidade. O investimento do Governo de Goiás na construção é de R$ 117 milhões, o que torna a obra a maior da área da saúde da região.

O local também terá um centro oncológico. “Teremos aqui também em Uruaçu uma ala do hospital para tratar pacientes com câncer. Tudo isso será instalado aqui dentro, lógico com estrutura de hemodiálise, centro cirúrgico, de UTIs, de cirurgias de urgência e de rotina, e também de atendimento aos pacientes do ponto de vista clínico”, anunciou o governador.

A unidade chegou a ser inaugurada na gestão anterior, entretanto, estava inacabada e com a construção paralisada. “Esse hospital, como outros também que eu recebi no Governo, tem um histórico triste. Foi inaugurado, nunca atendeu um paciente, mais da metade da obra não estava concluída”, ressaltou Caiado.

A obra, de responsabilidade técnica da Goinfra, foi retomada em fevereiro do ano passado e, por empenho da gestão, recebeu reforço operacional para acelerar a conclusão. No local chegaram a trabalhar mais de 100 operários.

Segundo o presidente da Goinfra, Pedro Sales, a obra apresentava uma série de inconsistências. “Organizamos isso, realinhamos e, da nossa gestão, já temos aproximadamente R$ 45 milhões investidos nessa estrutura. Estamos de mãos dadas aqui com a SES, com a organização social que vai gerir, fazendo os últimos ajustes de ocupação para que a gente tenha os primeiros pacientes recebendo a devida assistência aqui”, afirmou. O empreendimento possui uma área total de 63 mil metros quadrados de terreno e 35 mil metros quadrados de área construída.

Goiás

Após três meses, primeira dose da vacina da covid chegou a 14% dos goianienses

Published

on

No que se refere à segunda dose, somente 6,9% dos goianienses receberam o reforço

DA REDAÇÃO

Três meses após o início da vacinação contra a Covid-19 em Goiânia, o município conseguiu aplicar a primeira dose em 14,3% da população. No que se refere à segunda dose, o número é menor: apenas 6,9% dos goianienses receberam o reforço contra o vírus.

Conforme dados da Secretaria Municipal de Saúde de Goiânia (SMS), do total de doses aplicadas, 216.957 são referentes à primeira dose. As outros 104.919 são referentes à segunda dose. A prefeitura informou que 390.803 doses já foram entregues na capital, mas 321.876 já foram aplicadas.

A SMS informou também que o grupo de idosos representa a maior parcela dos vacinados até então. No total, já foram destinadas 157.183 vacinas de primeira dose e 62.749 de segunda dose para pessoas idosas. Trabalhadores da saúde aparecem na sequência, com 56.097 vacinas referente à primeira dose e 41.684 referentes à segunda dose.

Situação nos hospitais

Segundo boletim da SMS atualizado neste terça-feira (20), 84,4% das UTIs da capital estão ocupadas. Nas enfermarias, esse número corresponde a 66%.

Até o momento, Goiânia confirmou 142.055 casos de Covid-19 e 4.219 óbitos pela doença.

Continue Reading

Goiás

À ONU, Caiado pede que Brasil possa produzir princípio ativo da vacina contra Covid

Published

on

Sugestão do governador é que a produção ocorra mediante a pagamento de royalties

DA REDAÇÃO

Em reunião com a Organização das Nações Unidas (ONU), o governador Ronaldo Caiado (DEM) pediu para que o Brasil e outros países sejam autorizados a produzir o ingrediente farmacêutico ativo (IFA) utilizado na vacina contra a Covid-19. A sugestão do democrata é que a produção ocorra mediante a pagamento de royalties. Atualmente, apenas China, Índia, Rússia e Estados Unidos têm permissão para fabricar o princípio ativo.

A reunião ocorreu na última sexta-feira (14), de maneira virtual, e teve a participação da secretária-geral adjunta da ONU, Amina Mohammed, e governadores de outros estados brasileiros.

Na ocasião, o democrata disse que é inadmissível que somente quatro países possam fabricar o ingrediente para bilhões de pessoas.“Isso atrasa demais o processo de vacinação. Por isso a ONU precisa intermediar esse processo e garantir que possamos produzir o IFA mediante o pagamento de royalties”, salientou no encontro.

A secretária-geral Amina Mohammed acenou positivamente à sugestão de Caiado e declarou ser necessária a ação conjunta de todos. De acordo com Marlova Noleto, coordenadora da ONU no Brasil, o país será auxiliado em relação a medicamentos, vacinas e ajuda humanitária. “Vamos intensificar isso”, garantiu.

A ONU também anunciou que vai antecipar ao Brasil o repasse de quatro milhões de doses. Elas devem chegar ainda em abril. Outras quatro milhões de unidades podem vir em maio. Os imunizantes fazem parte do consórcio Covax Facility.

Continue Reading

Goiás

Governo de Goiás quer ampliar o prazo do estado de calamidade

Published

on

Novo decreto deve ser editado, o efeito do anterior terminou no fim de 2020.

O governo enviou à Assembleia Legislativa, um pedido de prorrogação do estado de calamidade em Goiás até 31 de dezembro. Com isso, será possível que o estado use recursos para o combate à pandemia de Covid-19, que recrudesceu nos últimos meses. Na justificativa, consta que há previsão da redução das receitas públicas e que as despesas com medidas para atenuar a crise gerada pela pandemia possam aumentar e que a não prorrogação poderia paralisar consideravelmente o aparto público

Continue Reading

Destaque