Connect with us

Goiás

Governo publica decreto que restringe comércio de bebidas alcoólicas entre 22h e 6h

Published

on

Proibição vale para todo território goiano e abrange locais de uso público ou coletivo

DA REDAÇÃO

O governador Ronaldo Caiado assinou, nesta terça-feira (26/01), o decreto nº 9.803, que restringe o comércio e o consumo de bebidas alcoólicas em locais de uso público ou coletivo, entre 22h e 6h em todo território goiano. O documento com as novas regras foi publicado em edição suplementar do Diário Oficial do Estado.

A divulgação ocorre após videoconferência na segunda-feira (25/01) e decisão conjunta com prefeitos por meio de enquete em que 95,7% dos 141 votantes se posicionaram a favor da implantação da medida. Votaram todos os participantes da reunião virtual. Entre os que se posicionaram favoráveis à edição do decreto estão os dois maiores municípios do Estado: Goiânia e Aparecida de Goiânia.

Conforme o decreto, a fiscalização do cumprimento da norma será adotada pelas autoridades fiscais municipais competentes com o apoio das forças policiais estaduais. Quem descumprir as regras está sujeito às penalidades previstas no artigo 161 da Lei nº 16.140, de 02 de outubro de 2007, e demais normas de regência, em especial multa, interdição do estabelecimento e cancelamento do alvará sanitário.

Ao explicar a medida, o governador pontua que bares e restaurantes, bem como locais de festas e boates, foram identificados pela Secretaria de Estado da Saúde e órgãos de controle sanitário como os espaços de maior disseminação da Covid-19. “E, se temos um vírus que se comporta com agressividade, é lógico que temos que estancar esse volume de contaminados”, esclarece Caiado.

O governador defende ainda que a iniciativa é para antecipar um processo que pode causar uma situação delicada no país como um todo. “Essa segunda cepa tem uma característica que nos preocupa enormemente: a transmissibilidade. Na primeira, a contaminação foi mais lenta. Agora, é muito maior”, explicou. “Isso demanda uma sobrecarga nos hospitais, de oxigênio, medicamentos e tudo mais. Não cabe a um governador, principalmente eu, que sou médico, ficar esperando as coisas acontecerem. Tenho que tomar providências”, pontuou.

O secretário de Estado da Casa Civil, Alan Tavares, informou que a competência para regular o funcionamento do comércio em geral é dos municípios. “Desse modo, as autoridades fiscalizatórias locais terão apoio das forças policiais estaduais para adotar as medidas necessárias. Penalização, multa, cassação de alvará, interdição e outras medidas do tipo ficarão a cargo dos municípios”, reforçou.

Encontro com prefeitos

A proposta de estabelecer restrições ao comércio e consumo de bebidas alcoólicas foi discutida em videoconferência entre o governador Ronaldo Caiado, a equipe de saúde e vigilância sanitária, prefeitos, presidentes de tribunais, entidades empresariais e representantes da sociedade civil organizada, na segunda-feira (25/01).

O crescimento exponencial da contaminação preocupa as autoridades, principalmente, com relação à ocupação de leitos hospitalares. “Até 31 de dezembro de 2020 estávamos com ocupação de leitos de UTI [Unidade de Terapia Intensiva] de 48%. A partir de 1º de janeiro de 2021 subimos em torno de 1% por dia, de forma sustentada. Isso faz com que estejamos hoje na casa dos 75% de ocupação de UTI e 50% de enfermaria”, alertou o secretário de Saúde, Ismael Alexandrino.

Apesar do alto investimento do Governo de Goiás no combate à pandemia, com novos leitos em todo o Estado, o secretário lembrou que não há profissionais de saúde suficientes para atender uma demanda ainda maior.  “A rede expandiu muito em relação à primeira onda. Existe capacidade no Hospital das Clínicas (HC-UFG), mas isso é limitado do ponto de vista de estrutura física, de equipamentos e de pessoal”, reiterou Ismael Alexandrino.

Fonte: www.goias.gov.br

Clique para comentar

Deixe uma resposta

Goiás

Campanha Aquecendo Vidas começa distribuir cobertores

Published

on

Iniciativa vai distribuir ao todo mais de 40 mil cobertores a pessoas vulneráveis em todos os 246 municípios goianos. Ação será nesta sexta-feira (14/05), a partir das 17h30, na Praça Joaquim Lúcio, em Campinas, na capital

DA REDAÇÃO

Para complementar as doações da Campanha Aquecendo Vidas, a OVG e o Gabinete de Políticas Sociais estão arrecadando cobertores e agasalhos novos e usados em bom estado de conservação, até o dia 31 de maio

O Governo Estadual, por meio da Organização das Voluntárias de Goiás (OVG) e do Gabinete de Políticas Sociais (GPS), doará nesta sexta-feira (14/05), a partir das 17h30, 140 cobertores para pessoas em situação de rua, em Goiânia, além de frutas do Banco de Alimentos.  A ação terá início na Praça Joaquim Lúcio, em Campinas, e se estenderá para outros pontos da capital.

A entrega faz parte da Campanha Aquecendo Vidas 2021, que tem o objetivo de destinar cobertores e agasalhos a famílias vulneráveis, pessoas em situação de rua e entidades sociais cadastradas na Organização.

A OVG comprou, com recursos do Governo de Goiás, 40 mil cobertores para distribuir nos 246 municípios goianos. A instituição está organizando o cronograma de entrega para as prefeituras, que virão buscar as doações em Goiânia e repassar para as famílias em situação de vulnerabilidade em seus municípios.

Arrecadação


Para complementar as doações da Campanha Aquecendo Vidas, a OVG e o Gabinete de Políticas Sociais estão arrecadando cobertores e agasalhos novos e usados em bom estado de conservação, até o dia 31 de maio.

Neste ano, as doações poderão ser entregues em nove pontos diferentes, inclusive três locais funcionarão em formato drive-thru. Antes de serem distribuídas, todas as peças serão higienizadas e embaladas individualmente pela OVG.

Pontos de arrecadação de cobertores:


•    OVG – Rua T-14, Setor Bueno
•    Palácio Pedro Ludovico Teixeira – Rua 82, 400, Centro (drive-thru)
•    Corpo de Bombeiros – Avenida C-206 ccom C-198 – Jardim América (drive-thru)
•    Detran – Avenida Engenheiro Atílio Correia Lima – Cidade Jardim
•    Saneago – Avenida Fued José Sebba, 1245 – Jardim Goiás
•    Shopping Bougainville (estacionamento) – Rua 9, 1855 – Setor Marista (drive-thru)
•    Shopping Cerrado – Avenida Anhanguera, 10.790 – Setor Aeroviário
•    Associação Comercial e Industrial do Estado de Goiás (Acieg) – Rua 14, 50, Setor Oeste
•    Junta Comercial do Estado de Goiás (Juceg) – Rua 259, Setor Universitário

Serviço


Assunto: Governo de Goiás começa distribuição de cobertores da Campanha Aquecendo Vidas 2021
Quando: Sexta-feira (14/05), às 17h30
Onde: Praça Joaquim Lúcio, Campinas (ponto de partida), Goiânia (GO)

Continue Reading

Goiás

Goiás recebe 34 mil doses da CoronaVac, a 2ª remessa em apenas um dia

Published

on

Lote chegou, na manhã desta sexta-feira (14/05), no Aeroporto Internacional de Goiânia. Estado ultrapassa 2,2 milhões de imunizantes recebidos pelo Programa Nacional de Imunizações (PNI), do Ministério da Saúde (MS)

DA REDAÇÃO

Volume deve ser utilizado, prioritariamente, para a segunda dose. Poucas horas antes, ainda na madrugada desta sexta-feira (14), outra leva, com 131.850 vacinas, sendo 69.600 da CoronaVac e o restante, 62.250, da AstraZeneca, havia aterrissado no Aeroporto Internacional de Goiânia (Fotos: Wesley Costa)

O Estado de Goiás recebeu, na manhã desta sexta-feira (14/05), mais uma remessa de imunizantes contra a Covid-19, a segunda no mesmo dia. O montante, 34 mil doses, é da CoronaVac, produzida pelo Instituto Butantan.

Poucas horas antes, na madrugada desta sexta-feira (14/05), outra leva, com 131.850 vacinas, sendo 69.600 da CoronaVac e o restante, 62.250, da AstraZeneca, havia aterrissado no Aeroporto Internacional de Goiânia.

“As doses da CoronaVac vão ser utilizadas, principalmente, para que os municípios regularizem a segunda aplicação, o restante como primeira dose”, diz a superintendente de Vigilância em Saúde de Goiás, Flúvia Amorim, que acompanhou a chegada dos imunizantes. 

Para a AstraZeneca, a orientação do Ministério da Saúde é guardar para a segunda dose. Não serão distribuídas neste momento, mas na medida em que avançar a vacinação nos municípios, explica Flúvia Amorim.

As doses foram encaminhadas a Central Estadual de Rede de Frio da Secretaria de Estado de Saúde (SES-GO) para conferência. Em seguida, seguem para as 18 Regionais de Saúde de Goiás, para que sejam enviadas a todos os 246 municípios goianos.

Números

O mais recente levantamento feito pela SES-GO, atualizado às 15h desta quinta-feira (13/05), mostra que o Estado já aplicou 1.104.663 vacinas referentes à primeira dose e 557.580 de segunda dose. Em relação aos imunizantes encaminhados, Goiás já recebeu 2.269.270 vacinas, sendo 1.255.280 da Coronavac, 959 mil da AstraZeneca e 54.990 da Pfizer/BioNTech.

Continue Reading

Goiás

Estado recebeu mais 131.850 vacinas contra Covid-19

Published

on

São 69.600 doses da CoronaVac, fabricada pelo Instituto Butantan, e 62.250 da AstraZeneca, produzida pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz)

DA REDAÇÃO

O Governo de Goiás recebeu na madrugada desta sexta-feira (14/05) uma remessa de 131.850 vacinas contra a Covid-19. Destas, 69.600 são da CoronaVac, fabricada pelo Instituto Butantan, e 62.250 da AstraZeneca, produzida pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz). Após desembarque no Aeroporto Internacional Santa Genoveva à 00h10, as doses seguiram para a Central Estadual de Rede de Frio da Secretaria de Estado da Saúde de Goiás (SES-GO), onde foram recebidas pelo governador Ronaldo Caiado.

Conforme orientação do Ministério da Saúde, as vacinas da AstraZeneca deverão ser reservadas para aplicação do reforço em pessoas imunizadas. Já os imunizantes do Butantan serão usados para possível ajuste do esquema vacinal de pessoas que ainda não receberam a segunda dose em alguns municípios. Além disso, para aquelas cidades que a situação da CoronaVac para reforço está regular, será permitido utilizar os imunizantes para avanço na campanha de vacinação. Para isso, os gestores municipais deverão reservar as duas doses, garantindo que o cronograma de imunização dos cidadãos seja completo.

Após conferência da quantidade de imunizantes enviada pelo Ministério da Saúde, o Estado inicia a distribuição das vacinas para todas as 18 Regionais de Saúde. Depois desta etapa, os imunobiológicos serão repassados aos 246 municípios para que as prefeituras continuem com a execução da campanha em seus territórios. Com esse novo carregamento, Goiás atinge a marca de 2.401.120 de doses já recebidas desde o início da campanha, em janeiro deste ano.

Continue Reading

Destaque