Connect with us

Goiás

Goiás não chega a um consenso sobre volta às aulas presenciais

Published

on

Secretaria de Saúde emite nota sobre possibilidade do retorno, mas Secretaria de Educação diz que ainda não é o momento

Por Priscila Marçal

Somente nesta quarta-feira (28) três informações diferente sobre a volta às aulas foram publicadas pelo Governo do Estado. Primeiro a Secretaria Estadual de Educação informou que o retorno das aulas presenciais seriam apenas no ano que vem; depois o Centro de Operações Especiais (COE), da Secretaria Estadual de Saúde emitiu nota informando que devido à baixa ocupação de leitos, as aulas já podem ser retomadas; por último a Secretaria Estadual de Educação publicou nota informando que ainda está construindo um plano de retomada de aulas.

O COE explicou na nota que segue critérios técnicos estabelecidos por dois indicadores: a queda sustentada de 15% no registro de óbitos, mantendo essa tendência de redução por, no mínimo, quatro semanas consecutivas; e manter uma taxa de ocupação hospitalar em UTI inferior ou igual a 75%, também por quatro semanas consecutivas. Isso não torna o retorno obrigatório. Redes públicas e privadas de ensino podem decidir por voltar ou não com as atividades presenciais.

A Secretaria Estadual de Educação disse em nota que o plano de retomada das aulas vai analisar as áreas pedagógica e sanitária. Informou ainda que a princípio existe a possibilidade de somente os alunos do segundo e terceiro anos do Ensino Médio, que vão passar pela avaliação do ENEM, serem chamados para as unidades escolares. Outra possibilidade é de ter o retorno dos alunos que não tiveram acesso a aulas no Regime Especial de Aulas Não Presenciais.

A opinião pública é divida sobre o assunto. Alguns pais querem que as aulas retornem para que o filho volte a se socializar e tenham uma educação de qualidade, outros dizem que preferem que o filho perca o ano, mas que tenha saúde. Enquanto o governo não entra em um consenso sobre o assunto, pais, alunos e professores ainda precisam conviver com as aulas à distância.

Nota emitida pela Secretaria de Saúde

A Secretaria de Estado da Educação de Goiás (Seduc), a respeito do retorno das aulas presenciais na rede  pública estadual de ensino, informa o que se segue:

– Existe um plano de retomada das aulas sendo construído, analisando tanto a área pedagógica, quanto a sanitária.

– A autorização do COE de hoje vai ser analisada e a princípio existe a possibilidade de somente os alunos do segundo e terceiro anos do Ensino Médio que vão passar pela avaliação do ENEM seriam chamados para as unidades escolares.

– Outra possibilidade é de ter o retorno dos alunos que não tiveram acesso a aulas no Regime Especial de Aulas Não Presenciais.

– Está situação será debatida entre Seduc, Ministério Público, Sintego e representantes de pais e estudantes para que seja garantido o ensino/aprendizagem para os estudantes como está ocorrendo em todo o período da pandemia da Covid19.

– Enfatizando que Goiás é um dos poucos estados da federação a manter o calendário escolar durante a suspensão de aulas presenciais e com isso o ano letivo se encerra normalmente no dia 19 de dezembro.

Nota emitida pela COE

A Secretaria de Estado da Saúde de Goiás (SES-GO) informa que o Centro de Operações de Emergências (COE) em Saúde Pública de Goiás para Enfrentamento ao Coronavírus deliberou que foram alcançados os dois indicadores pactuados para retorno às aulas presenciais. A deliberação será encaminhada para as autoridades competentes para a tomada de decisões legais e oficiais sobre o tema. 

De acordo com a deliberação do COE, essa volta das aulas presenciais deve ser feita de forma escalonada, gradual e planejada, seguindo o Protocolo de Biossegurança para Retorno das Atividades Presenciais nas Instituições de Ensino do Estado de Goiás. Após manifestação das autoridades, os gestores estadual e municipais de educação e as instituições de ensino serão responsáveis por deliberar sobre os aspectos pedagógicos e metodológicos dessa retomada, tendo autonomia para avaliar quando esse retorno será realizado.

O COE deliberou pelo retorno de até 30% da capacidade das instituições, seguindo os protocolos de biossegurança e distanciamento. A medida vale para a educação infantil e para os ensinos fundamental, médio e superior. Para garantir a efetividade desse módulo de funcionamento das instituições, esses parâmetros serão reavaliados a cada 30 dias, conforme cenário epidemiológico. Os responsáveis pelas unidades de ensino devem assinar um termo de responsabilidade manifestando ciência e condições de aplicação dos protocolos de biossegurança.
O retorno com menos risco foi condicionado à análise de dois indicadores: (1) queda sustentada de 15% no registro de óbitos, mantendo essa tendência de redução por, no mínimo, quatro semanas consecutivas; e (2) manter uma taxa de ocupação hospitalar em UTI inferior ou igual a 75%, pelo mesmo período citado anteriormente.

Por fim, a SES-GO ressalta que o COE reúne representantes de diversas instituições e tem caráter consultivo e deliberativo. O grupo trabalha para estreitar, cada vez mais, as relações entre saúde e educação, com o intuito de uma retomada das aulas de forma segura e responsável para todos. Os protocolos já estão prontos e foram anteriormente debatidos, validados e já estão disponíveis no site da SES-GO.

Fonte: Secretaria de Estado da Saúde de Goiás e Portal de Notícias do Governo de Goiás

Clique para comentar

Deixe uma resposta

Goiás

Vacinação de professores em Maio ainda não está garantida

Published

on

Depois da decisão do STF de suspender a vacinação dos profissionais de segurança pública, o Estado de Goiás busca autorização no Ministério da Saúde para dar sequência ao plano próprio de vacinação

DA REDAÇÃO

O Estado de Goiás espera receber, nos próximos dias, o aval do Ministério da Saúde para dar prioridade ao grupo de professores na vacinação contra o coronavírus. Segundo o Plano Nacional de Vacinação da Covid-19, outros grupos, como população privada de liberdade estão à frente dos educadores na fila de espera.

Na justificativa, o Governador Ronaldo Caiado afirma que as aulas precisam retornar o quanto antes e, para isso, os trabalhadores da Educação precisam ser vacinados ainda no mês de maio. Porém, o estado depende de autorização do Ministério da Saúde.

Nesta semana o ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal, determinou a suspensão da imunização dos profissionais de Segurança Pública e Salvamento em Goiás e ordenou que o Estado cumpra o Plano Nacional de Imunização.

Continue Reading

Goiás

Vestibular da UEG será realizado no dia 30 de maio

Published

on

Provas, que estavam previstas para 21 de março, foram adiadas devido ao agravamento da pandemia de Covid-19

DA REDAÇÃO

A Universidade Estadual de Goiás (UEG) escolheu o dia 30 de maio para a realização das provas do Vestibular UEG 2021/1, e do Processo Seletivo Especial para Refugiados e Portadores de Visto/Acolhido Humanitário 2021. O certame, que estava marcado para o dia 21 de março, foi adiado em razão do agravamento da pandemia de Covid-19.

As provas serão aplicadas de forma presencial, respeitando todos os protocolos de biossegurança para evitar a contaminação pelo coronavírus. A UEG informa que, dez dias antes da data prevista para a prova, será realizada uma nova consulta, junto à Secretaria de Estado de Saúde de Goiás (SES), sobre a viabilidade sanitária para a realização do certame. A consulta visa garantir que o processo seletivo ocorra da forma mais segura possível, dentro do contexto da pandemia.

O edital do Vestibular 2021/1 e o cronograma retificado podem ser acessados no endereço: www.estudeconosco.ueg.br. Os interessados também podem solicitar mais informações pelo email: ns@ueg.br.

Fonte: www.goias.gov.br

Continue Reading

Goiás

Caiado assina protocolo de intenções para instalação, em Anápolis, da Agência Empresarial dos Correios

Published

on

Objetivo da unidade é oferecer atendimento personalizado aos empresários do polo logístico do Daia

DA REDAÇÃO

O governador Ronaldo Caiado e o presidente dos Correios, Floriano Peixoto Vieira Neto, assinam na próxima sexta-feira (07/05), às 10h, um protocolo de intenções para a instalação de uma agência especializada no atendimento a empresas no Distrito Agroindustrial de Anápolis (Daia), importante estrutura que compõe o Polo Logístico do Estado. O evento será realizado no Salão Dona Gercina Borges do Palácio das Esmeraldas com transmissão ao vivo pelas redes sociais do Estado.

A parceria para implantação da nova agência dos Correios é coordenada pela Secretaria-Geral da Governadoria (SGG) e marca a etapa inicial do projeto que pretende fazer de Anápolis o maior polo logístico do país. O município, localizado entre Goiânia e Brasília, está no entroncamento de importantes vetores logísticos nacionais, como o Porto Seco Centro-Oeste, a Ferrovia Centro-Atlântica e a Norte-Sul. Além do Aeroporto Internacional de Cargas e as BRs 153 e 060.

A Agência dos Correios do Daia atenderá toda a região, com foco em pessoa jurídica, já que possuirá estrutura especializada para esse perfil de clientes. A unidade deve ser inaugurada nos próximos meses e contará com espaço de 1.100 m², amplo estacionamento, além de área para carga e descarga de encomendas.

Serviço

Assunto: Governador Ronaldo Caiado assina protocolo de intenções para instalação da Agência Empresarial dos Correios, em Anápolis

Quando: Sexta-feira (07/05), às 10h

Onde: Salão Dona Gercina Borges, Palácio das Esmeraldas, Praça Cívica, Goiânia (GO)

Fonte: www.goias.gov.br

Continue Reading

Destaque