Connect with us

Goiás

Economista Renato de Castro assume presidência da Codego

Published

on

Caiado destaca competência e credibilidade moral do economista e aponta que um dos desafios do auxiliar será contribuir para criação de oportunidades no Estado

DA REDAÇÃO

O governador Ronaldo Caiado ressaltou o perfil dos seus auxiliares de governo nesta segunda-feira (15/02) ao empossar o novo titular da Companhia de Desenvolvimento Econômico de Goiás (Codego), Renato de Castro. Segundo observa, além de ser técnico e político, é preciso ter competência. “Tem que ter coragem e independência moral”, disse durante solenidade realizada no Palácio das Esmeraldas, em Goiânia. “Quero governar ao lado das boas cabeças, que querem a melhoria de vida do povo do Estado de Goiás”, acrescentou.

O governador frisou que a formação e trajetória política de Renato de Castro o credenciaram para ocupar o cargo. “É uma pessoa que faz com que Goiás se destaque com sua competência e credibilidade moral”, alegou. Caiado salientou que a Codego também tem como papel a geração de empregos, que, em sua avaliação, é “uma ferramenta importantíssima para dar dignidade ao povo”. “Não existe nenhuma política social mais eficiente do que gerar empregos”, completou.

Ao empossar Renato de Castro como presidente da Codego, Caiado enalteceu o trabalho feito pelo empresário Hugo Goldfeld, ex-presidente da companhia. O governador afirmou que ele “se colocou à inteira disposição para tudo aquilo que pudesse contribuir”. “Homem sério, de caráter, honesto e que fez seu período de gestão com muita competência na Codego”, frisou.

Renato de Castro é natural de Goianésia, município em que já foi eleito vice-prefeito e prefeito. O novo presidente da Codego também exerceu mandato de deputado estadual. Economista, atua como empresário no ramo agropecuário, na produção de seringueira e criação de gado de corte. Ele avaliou que um dos desafios à frente do cargo será fortalecer o crescimento econômico de Goiás. “Setor público não tem que ser problema, tem que ser solução”, defendeu. O novo titular da companhia garantiu trabalho diuturno. “Vamos tratar o empresário como aquele que é talvez a peça mais importante do nosso desenvolvimento”, defendeu.

Ao lado da esposa Igara de Castro, o empossado lembrou que o Estado estava entre os piores da nação na situação fiscal e projetou que a liderança do governador Ronaldo Caiado poderá colocar Goiás nas melhores posições do país. “Com muita competência, com auxiliares que, sob a sua batuta e sob a sua orientação, vamos todos trabalhar imbuídos de devolver Goiás aos goianos”, sublinhou.

O vice-governador, Lincoln Tejota, destacou que Renato de Castro terá o desafio de encontrar, junto aos demais órgãos de governo, soluções para o pós-pandemia. Ele também reforçou que uma das ações será a geração de emprego. “Acredito muito que você veio num momento certo, em que a Codego tem que dar uma resposta positiva”, disse. “Vamos fortalecer a instalação de polos industriais e tenho certeza que vamos colher o resultado de um trabalho excelente”, garantiu.

Secretário de Estado do Governo de Goiás, Ernesto Roller sublinhou que Renato de Castro passa a fazer parte de um novo momento para Goiás. “O Estado é administrado com honradez, seriedade, com amor pelo semelhante e desejo de fazer com que o governo seja um instrumento de melhoria da qualidade de vida do cidadão goiano”, garantiu. Também presente na solenidade, o prefeito de Goianésia, Leonardo Menezes, ressaltou o trabalho de Renato de Castro à frente da gestão do município. “Tenho certeza que sua caminhada na Codego será um sucesso como foi em Goianésia”, traçou.

O deputado estadual Cairo Salim avaliou como positiva a nomeação do novo presidente da companhia. Segundo ele, Renato representa “a eficiência que precisamos à frente da instituição”. O parlamentar reconheceu que o governador Ronaldo Caiado tem feito com que Goiás alcance um salto de crescimento e que a Codego tem a função de “cuidar dos nossos polos industriais e gerar mais emprego e renda”.

O deputado Amilton Filho, representante de Anápolis na Assembleia Legislativa, também se colocou à disposição da nova gestão. “O Estado ganha muito com você”, disse. “Conte conosco para que possamos, juntos, buscar caminhos de desenvolvimento para Goiás”, acrescentou.

O deputado federal José Nelto também destacou o novo momento em que o Estado passa. Ele ressaltou que o governador Ronaldo Caiado tem trabalhado para tirar Goiás da chamada ‘lista suja’. “O Estado era manchete nacional em todo momento pela corrupção”, alegou. “Hoje, além de ter economia pujante, é respeitado em todo o Brasil”, pontuou.

Fonte: www.goias.gov.br

Continue Reading
Clique para comentar

Deixe uma resposta

Goiás

Ipasgo divulga telefones para atendimento em cidades com novas regras de restrição

Published

on

Suporte a usuários é dado pelos telefones (64) 3462-1636 (Goiandira), (64) 3441-2148 (Catalão), (62) 3323-1621 (Ceres) e (62) 3312-1739 (Itapuranga)

DA REDAÇÃO

As cidades de Goiandira, Catalão, Ceres e Itapuranga decretaram estado de calamidade pública e interromperam as atividades não essenciais, em virtude da pandemia de Covid-19, e em alinhamento à Nota Técnica nº 01/2021, emitida pelo Governo de Goiás, por meio da Secretaria Estadual de Saúde (SES-GO). Nessas localidades, portanto, o atendimento presencial em unidades do Instituto de Assistência dos Servidores Públicos de Goiás (Ipasgo) está suspenso temporariamente.

Beneficiários do plano que precisam de qualquer tipo de suporte nesses municípios deverão entrar em contato com as equipes pelos telefones (64) 3462-1636 (Goiandira), (64) 3441-2148 (Catalão), (62) 3323-1621 (Ceres) e (62) 3312-1739 (Itapuranga). Apenas em casos de extrema necessidade, a colaboradora do posto agendará atendimento presencial.

Vale lembrar, ainda, que é possível resolver demandas sem sair de casa. Os beneficiários do Ipasgo contam com 24 serviços on-line que estão disponíveis no site www.ipasgo.go.gov.br ou no aplicativo Ipasgo Fácil, disponível para download gratuito na Play Store e na Apple Store. Por meio deles, é possível fazer a troca da senha, o bloqueio e a solicitação de um novo cartão, visualizar o status do plano, bem como ter acesso ao Cartão Virtual.

Caso o usuário ainda não tenha senha cadastrada para utilizar o aplicativo Ipasgo Fácil, basta ligar no 0800 62 1919 e solicitar uma senha, ou então pelo site do Ipasgo www.ipasgo.go.gov.br em “Usuário” – “Portal do usuário” – “Primeiro acesso”.

O presidente do Ipasgo, Hélio José Lopes, reforça as medidas de proteção contra a Covid-19 estabelecidas pelo Governo de Goiás. “Estamos passando por um momento muito delicado. Atualmente, há três variantes do vírus circulando no Estado e não podemos nos descuidar. Faremos o que for necessário para conter a transmissão”, salientou.

Restrições

No dia 16 de janeiro, o Ipasgo publicou a Portaria Normativa nº 003/2021, que suspendeu, por 21 dias, as cirurgias de caráter eletivo. A decisão cumpriu uma determinação doj Governo de Goiás e teve como objetivo aumentar a disponibilidade de leitos nos hospitais da rede credenciada para atender aos casos de internação de pessoas com Covid-19.

Neste período, somente serão efetivados procedimentos e cirurgias de urgência e emergência que tenham riscos e necessidades comprovados pela auditoria do Instituto. “Agora, a prioridade é garantir que os beneficiários porventura vítimas de contaminação pelo novo coronavírus recebam o atendimento adequado”, afirmou.

Continue Reading

Goiás

Fieg lança programa para internacionalização de micro e pequenas indústrias

Published

on

Indústria Global, parceria com CNI e Sebrae, vai beneficiar empresas dos setores de moda, cosméticos e alimentos e bebidas

DA REDAÇÃO

A Federação das Indústrias do Estado de Goiás (Fieg) lança, na próxima semana, o programa Indústria Global – Rota da Exportação, com foco na internacionalização de pequenos negócios goianos. Em parceria com a Confederação Nacional da Indústria (CNI) e o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), a iniciativa oferece variado portfólio de serviços, que vão desde a etapa de preparação no processo de internacionalização, ampliando o grau de maturidade exportadora, até a participação dessas empresas em ações de promoção de negócios, com objetivo de aumentar o volume de micro e pequenos negócios no comércio exterior.

De acordo com a coordenadora do Centro Internacional de Negócios (CIN) da Fieg, Johanna Guevara, serão ofertadas dez vagas nessa primeira etapa do programa, voltado inicialmente aos setores de moda, cosméticos e alimentos e bebidas. No total, a Fieg e o Sebrae custearão mais de R$ 250 mil em consultorias, capacitações e estudos de internacionalização com objetivo de incrementar a exportação de produtos made in Goiás.

“Vamos realizar uma ampla avaliação do perfil empresarial de cada negócio, analisando a maturidade da empresa quanto às estratégias para internacionalização, gestão e inserção nos mercados internacionais. Queremos municiar os empresários com os conhecimentos necessários para essa atuação no exterior, preparando o negócio para concretizar a exportação de produtos”, avalia Johanna Guevara.

O programa prevê que as empresas beneficiadas sigam uma “trilha de internacionalização”, por meio de iniciativas que contemplam negócios que ainda estão no início do caminho para alcançar mercados internacionais.

Para o presidente da Fieg, Sando Mabel, é fundamental intensificar a cultura exportadora em Goiás. “A ação fortalece a indústria, incentiva a geração de mais empregos em nosso Estado e leva para o mundo a qualidade do produto goiano. Somos muito mais que exportador de commodities. Temos um pujante parque industrial farmoquímico e produtor de moda e de alimentos e bebidas”, afirma.

As empresas interessadas em participar do programa Indústria Global podem entrar em contato com o CIN/Fieg pelo telefone (62) 3501-0044, que também atende com mensagens pelo whatsapp. Dentre os conteúdos previstos nas capacitações e consultorias, estão: exportação na prática, marketing, logística internacional e formação de preço.

Continue Reading

Goiás

“Março será o pior mês que vamos enfrentar”, diz Caiado sobre novas variantes da Covid-19

Published

on

Governador destaca que Estado adota todas ações no intuito de reduzir impactos da pandemia, como abertura de novos leitos, mas reforça necessidade de conscientização

DA REDAÇÃO

O governador Ronaldo Caiado adotou um tom de preocupação em relação à pandemia, nesta segunda-feira (22/02), e reforçou o pedido de conscientização. “Março será o pior mês que vamos enfrentar a Covid-19 com essas variantes que chegaram até nós”, declarou.

“Por favor, eu peço que mantenham o uso de máscara, o afastamento, a higienização das mãos, porque a demanda está sendo muito maior que na primeira onda”, continuou o governador durante entrevista coletiva após a entrega do novo câmpus da Faculdade da Polícia Militar de Goiás, em Goiânia.

Caiado afirmou que todas as ações do Estado nos últimos meses têm sido no sentido de reduzir os impactos da pandemia e de, principalmente, salvar vidas. Ele exemplificou sua fala com a considerável expansão hospitalar regionalizada. “Estamos hoje com muito mais leitos de enfermaria e de UTI [Unidades de Terapia Intensiva] do que na primeira onda, e a demanda está cada dia maior. Só nesta semana serão mais 50 leitos abertos”, assegurou.

No entanto, apesar dos esforços do poder público, o governador frisou que o atual cenário requer a colaboração de todos. “Se não tivermos a contrapartida da população, fica difícil. Já disse e repito: há limitação, principalmente das nossas equipes na área de saúde. Estão estafadas, sobrecarregadas, alguns não suportam a carga do volume de trabalho e isto tem sido um fator extremamente preocupante”, ressaltou.

Caiado ainda mencionou o novo formato de monitoramento da pandemia em Goiás, lançado na última semana pela Secretaria de Estado da Saúde (SES-GO). Ele classifica, semanalmente, as regiões conforme a gravidade da curva de contágio pela Covid-19 e outros indicadores. A partir disso, uma nota técnica da pasta recomenda como cada município deve proceder.

O governador destacou a importância “da ação de decisão dos prefeitos, junto à fiscalização que será implantada pelo Ministério Público de Goiás” em relação às possíveis novas regras adotadas por cada município. E ainda, a expectativa de reduzir o número de pessoas acometidas pela doença a partir dessa estratégia conjunta. “As nossas medidas são essas, que já tomamos. Continuaremos a avaliação, região a região. É lógico que em um parâmetro de uma semana pode ser mudado, e espero que sim”, concluiu.

Continue Reading

Destaque