Connect with us

Brasil

Correios modernizam envio de correspondências usando QR Code

Published

on

Código contém dados que agregam mais controle, rastreabilidade e qualidade operacional no envio de cartas, boletos e faturas

DA REDAÇÃO

As correspondências ganharam uma nova tecnologia que trará mais segurança e agilidade. Já disponível para clientes de contrato, a chamada Estampa 2D – um código QR Code estampado sob os envelopes -, poderá ser utilizada para quem enviar cartas, faturas e boletos. A novidade agrega mais controle, rastreabilidade e qualidade operacional às entregas simples. O código também reunirá informações adicionais, como número de contrato e lote de produção.
Os Correios pretendem utilizar a mesma tecnologia em outros serviços. A expectativa é que, a partir do segundo trimestre de 2021, tanto correspondências simples como impressos e mala direta usem o mesmo sistema.
O QR Code também aprimora o processo de gestão e tratamento da carga postal, otimizando, inclusive, o tempo de triagem das cartas. A nova tecnologia permitirá ainda aos Correios verificar o status de postagem e faturamento de cada carta, em qualquer tempo e etapa do fluxo postal.
Com a tecnologia, a empresa consegue identificar cartas em situação irregular, como, por exemplo, com selos adulterados ou inconformidades de informação. Outra vantagem do uso da codificação 2D será a integração entre diferentes soluções da estatal, agregando serviços digitais aos físicos, sem custo adicional para os clientes.

Uso do código

O uso do código também agiliza o atendimento nas agências. Por meio de uma plataforma de pré-postagem, os clientes poderão imprimir uma Estampa 2D para cada objeto antecipadamente. Ao autenticar-se no sistema com o ID Correios, o usuário poderá gerar o lote de pré-postagem e obter o rótulo de endereçamento padronizado com o código de barras.
Após fixá-lo no envelope, basta ir a uma agência dos Correios, apresentar o cartão de postagem, o número do lote da pré-postagem e concluir o atendimento. O uso da Estampa 2D para postagens à vista nas agências estará disponível, a todos os clientes, a partir de março deste ano.

Fonte: www.gov.br

Continue Reading
Clique para comentar

Deixe uma resposta

Brasil

Infectados por variante amazonense podem ter carga viral até dez vezes maior

Published

on

Estudo foi coordenado pela Fiocruz Amazônia e assinado por 29 especialistas

DA REDAÇÃO

A carga viral de pacientes contaminados pela cepa P.1 do novo coronavírus, uma variante que, provavelmente, se desenvolveu no Amazonas, é bem maior do que em pacientes infectados por outras cepas que circulam no estado do Norte do País. A conclusão faz parte de um estudo coordenado pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) Amazônia.  
 
De acordo com o artigo que divulga os dados da pesquisa, assinado por 29 especialistas, as pessoas infectadas com a cepa P.1 podem ter até dez vezes mais vírus em seu organismo do que aquelas contaminadas por outras variantes. Essa pode ser uma das explicações para a transmissão tão rápida no Amazonas. 

Fonte: Brasil 61

Continue Reading

Brasil

Pesquisadores brasileiros avaliam estresse em pacientes com Covid-19

Published

on

Após analisarem 77 pessoas, o estudo concluiu que a gravidade da doença não é fator determinante para provocar mudanças no sistema de defesa antioxidante

DA REDAÇÃO

Uma pesquisa realizada pela Escola de Medicina da Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUCPR) avaliou os efeitos do estresse oxidativo em pacientes com quadro grave de Covid-19. Após analisarem 77 pessoas, o estudo concluiu que a gravidade da doença não é fator determinante para provocar mudanças no sistema de defesa antioxidante.

Segundo os pesquisadores este é o primeiro estudo a apontar para essa conclusão. No entanto, o posicionamento não é definitivo, pois outras pesquisas sugerem que o estresse oxidativo pode sim agravar várias doenças.

O estresse oxidativo ocorre a partir do desequilíbrio entre a formação de radicais livres, moléculas responsáveis por enfermidades, e a capacidade antioxidante (proteção) das células. 

Fonte: Brasil 61

Continue Reading

Brasil

Ministério da Saúde adquire 20 milhões de doses de vacina contra a Covid-19

Published

on

Expectativa é de que oito milhões de doses cheguem ao Brasil ainda no mês de março

DA REDAÇÃO

O Ministério da Saúde assinou contrato de R$ 1,6 bilhão para a compra de 20 milhões de doses da vacina Covaxin. A aquisição do imunizante contra a Covid-19 foi acordada com a Precisa Medicamentos / Bharat Biotech. 
 
Oito milhões de doses devem chegar ao Brasil ainda no mês de março. Em abril, desembarca no País a mesma quantidade de doses. Outras quatro milhões devem chegar em maio. Todas as vacinas vão compor o Plano Nacional de Imunização (PNI). 

Fonte: Brasil 61

Continue Reading

Destaque