Connect with us

Anápolis

Caminhão “Você no Azul” está em Anápolis para regularização de dívidas

Published

on

Cinco caminhões percorrem todas as regiões do país durante campanha, nesta semana está em Anápolis

DA REDAÇÃO

Fechar o ano com as contas em dia é o sonho de muitos brasileiros. Para ajudar a alcançar esse objetivo, a Caixa lançou em 10 de setembro a Campanha “Você no Azul”. O objetivo é oferecer condições especiais a clientes do banco para pagamento de dívidas.

Para reforçar o atendimento, cinco caminhões “Você no Azul” percorrem todas as regiões do Brasil, durante a campanha. Nesta semana um dos caminhões está em Anápolis, na Praça Americano do Brasil (Praça do Avião), próximo ao Terminal Urbano. O veículo estará disponível à população, com todo o atendimento necessário para a regularização de dívidas até o dia 27 de novembro, o horário de atendimento é das 08h às 17h.

Você no Azul

Com a campanha “Você no Azul” pessoas físicas e jurídicas podem pagar dívidas comerciais em atraso. Este ano a novidade é a possibilidade de regularizar as dívidas nas unidades lotéricas, sendo que o cliente pode pagar valores de até R$ 2 mil, basta informar o CPF.

Para regularizar a dívida, o cliente não precisa sair de casa, pois a CAIXA coloca à disposição de seus clientes diversos canais remotos. A regularização pode ser realizada pelo WhatsApp, no número 0800 726 0104, opção 3; pelo telefone 0800 726 8068, opção 8, ou pelo site http://www.caixa.gov.br/negociar.

Quem preferir, pode solicitar atendimento pelas redes sociais do banco. As condições estão disponíveis no Twitter (twitter.com/caixa) e pelo Messenger do Facebook (facebook.com/caixa). Além disso, a regularização pode ser feita em todas as agências. A ação tem vigência até 31 de dezembro 2020.

Fonte: Assessoria de Imprensa da CAIXA

Continue Reading
Clique para comentar

Deixe uma resposta

Anápolis

Morre o cardiologista Milton Martins Soares

Published

on

Dr. Milton era membro da Igreja Assembleia de Deus Madureira

Morreu na madrugada de terça-feira (03), o Dr. Milton Martins Soares. Ele tinha 82 anos e teve uma obstrução intestinal, que resultou no óbito. Dr. Milton foi um dos primeiros cardiologistas de Anápolis. Membro da Igreja Assembleia de Deus Madureira, Dr Milton se destacava, também, por suas ações sociais, especialmente na região do bairro Munir Calixto, próximo da chácara onde morava.

Continue Reading

Anápolis

Anápolis registra mil novos casos de Covid-19 em quatro dias e chega a 500 mortes

Published

on

Na sexta-feira (26) a cidade chegou à marca de 23 mil casos, nesta terça (2) já ultrapassa os 24 mil

DA REDAÇÃO

Os casos de Covid-19 em Anápolis aumentam em ritmo acelerado. Na sexta-feira (26), a cidade havia atingindo a marca dos 23 mil casos, totalizando 23.095 diagnósticos. Bastaram-se quatro dias para atingir a marca de 24 mil infectados. Os números divulgados nesta terça-feira (2) apontam 24.059 pessoas que já tiveram ou tem o coronavírus. Outra triste marca alcançada hoje está no número de mortos, são 502.

Continue Reading

Anápolis

Anápolis inicia grande trabalho de preservação ambiental do Ribeirão Piancó

Published

on

Sistema realizado a quilômetros do centro de Anápolis vai garantir qualidade de vida para futuras gerações. Iniciativa é uma parceria entre Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Saneago

DA REDAÇÃO

Recuperar as Áreas de Preservação Permanentes (APPs) da mais importante bacia de abastecimento de Anápolis, o Piancó, é fundamental para enriquecer o lençol freático e diminuir as erosões para que o rio continue abastecendo o município de forma sustentável nos próximos anos. Para tanto, a Secretaria Municipal de Meio Ambiente, em parceria com a Saneago, iniciou a construção de 79 bacias (cacimbas). Outras 29 serão reformadas numa área de 19 mil metros quadrados, onde estão instaladas seis propriedades rurais. Esse primeiro projeto desse ser finalizado ainda em março.

Segundo o secretário de Meio Ambiente, Douglas Ribeiro, essas bacias de contenção são necessárias para diminuir a velocidade da água antes dela atingir os leitos – o que impede o assoreamento do rio. “Essas bacias de água são interligadas. Assim, a água vai perdendo força, paulatinamente, e não assoreia o rio”, explica. Esse sistema, lembra, “também cria um reservatório natural de água”.

Num segundo momento, os cursos d´água serão cercados numa distância de 30 metros (a contar a partir da margem), além do isolamento das nascentes. Neste último caso, a área delimitada é de um raio de 50 metros para cada uma.

Segundo o diretor de Meio Ambiente, Ernestino de Souza, o maior desafio é conseguir convencer os produtores rurais e pecuaristas de que o meio ambiente deve caminhar lado a lado com a economia. Entretanto, ele explica que preservar as APPs está previsto no Código Federal, cabendo punição. “O mapeamento realizado revela que boa parte da região já foi degradada e o trabalho de recuperação é importantíssimo para a sustentabilidade”, diz.

Continue Reading

Destaque