Connect with us

Goiás

Bônus de R$ 92 mi aos servidores da Educação já está na folha de dezembro

Published

on

Fonte para aplicação dos investimentos é resultado da economia de recursos que Seduc tem promovido em sua gestão e de ajustes administrativos, como reordenação de turmas e fusão de escolas

DA REDAÇÃO

O governador Ronaldo Caiado anunciou, no Dia do Professor, uma ajuda de custo que será liberada a todos os profissionais da rede estadual de educação na folha de pagamento de dezembro. Servidores efetivos, comissionados e contratos temporários da Secretaria de Estado de Educação (Seduc) vão receber um valor proporcional aos meses trabalhados em 2020 e à carga horária de cada um.

“O nosso tratamento é igualitário. Seja o porteiro, aquele que está na cantina, na cozinha, na segurança da escola ou o professor”, enfatizou o governador, durante o anúncio.

Essa é uma forma de o Governo de Goiás valorizar os profissionais da educação que tiveram custos extras com aquisição de equipamentos e aumento do uso de dados de internet durante o Regime Especial de Aulas Não Presenciais (REANP), em razão da pandemia da Covid-19, e também em reconhecimento ao esforço dos educadores no resultado do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb).

Pagamentos

A ajuda de custo será repassada a todos os quase de 40 mil servidores da educação no Estado. O repasse será feito de acordo com a carga horária do servidor. Quem faz 20 horas, vai receber R$ 1.297,00; 30 horas, o valor é de R$ 1.945,00; e para 40 horas, R$ 2.591,00.

Ao todo, o Estado irá designar R$ 92,1 milhões para reconhecer e valorizar os profissionais da educação. Se o servidor alterou a carga horária durante o ano será realizada uma média para o pagamento da ajuda de custo.

Fonte: Assessoria de Comunicação do Governo de Goiás

Continue Reading
Clique para comentar

Deixe uma resposta

Goiás

Goiás recebe 76 mil doses da CoronaVac às 01h30 da manhã desta quarta-feira

Published

on

Vacinas serão usadas, prioritariamente, para finalizar etapa de imunização da população com idade superior a 79 anos

DA REDAÇÃO

O Governo de Goiás recebe, às 01h30 da manhã desta quarta-feira (03/03), mais 76 mil doses da vacina CoronaVac, da chinesa Sinovac, em parceria com o Instituto Butantan. Após desembarque em voo comercial no Aeroporto Internacional Santa Genoveva, em Goiânia, os imunizantes seguirão para a Central Estadual de Rede de Frio, no Jardim Santo Antônio, na capital.

Esse quantitativo será utilizado na imunização de 38 mil pessoas, uma vez que a outra metade será reservada para aplicação da segunda dose.

As doses são destinadas para finalizar a vacinação dos goianos com idade superior a 79 anos, mantendo a determinação do governador Ronaldo Caiado de priorizar a população idosa.

Caso os municípios já tenham imunizado todas as pessoas deste grupo, a orientação é que, gradativamente, reduzam a faixa etária.

Após conferência da quantidade de doses enviadas pelo governo federal, a Secretaria de Estado da Saúde de Goiás (SES-GO) inicia, ainda nesta quarta-feira, a distribuição para todas as 18 Regionais de Saúde, que repassarão as vacinas aos municípios.

Continue Reading

Goiás

Laboratório da vacina Sputnik V se reúne com governadores

Published

on

União Química prevê produção mensal de 8 milhões de imunizantes a partir de abril. Governo Federal se compromete a comprar cerca de 10 milhões de doses da farmacêutica

DA REDAÇÃO

Governadores e representantes de 18 estados brasileiros e do Distrito Federal estiveram na manhã desta terça-feira (02/03) na sede União Química, em Brasília, em busca de informações sobre a capacidade de produção de vacinas contra a Covid-19. Os gestores estaduais formam o consórcio denominado Fórum dos Governadores. Ao lado de representantes do Ministério da Saúde, procuradorias da Câmara e do Senado e da Embaixada da Rússia, os governadores cobraram soluções para ampliar a compra do imunizante, com prioridade para o governo federal, responsável pelo Plano Nacional de Imunização (PNI).

O presidente da União Química, Fernando de Castro Marques, explicou que somente em abril a farmacêutica terá capacidade de produção industrial. Responsável pela vacina russa Sputnik V, a União Química prevê uma produção mensal de 8 milhões de doses. “Estamos com dois cientistas russos acompanhando essa última fase. Dia 08, segue para Moscou para certificação e aprovação. Daí, pedimos a inspeção da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para começar o processo industrial do IFA no Brasil”, disse Marques.

O Governo Federal já fez o compromisso de comprar cerca de 10 milhões de doses da farmacêutica. Porém, a produção ainda depende de autorizações da Anvisa. Wellington Dias, governador do Piauí, contou que a farmacêutica já entregou os documentos para obter autorização para uso emergencial e definitivo junto à agência. Ele afirmou que o Fórum solicitou à União Química um cronograma de produção de doses da vacina até a próxima semana, para que cada governador possa planejar a entrega aos municípios e acelerar a imunização dos brasileiros.

Os governadores também defendem a tese de Ronaldo Caiado de que nenhum estado deve ter prioridade sobre o outro e falam em respeito ao PNI. “Já está decidido. Neste momento, quem vai comprar é o Ministério da Saúde, o governo federal. Se houver algum fornecedor futuro, nós também compraremos.” disse o governador do Espírito Santo, Renato Casagrande.

A visita estava confirmada na agenda do governador de Goiás, Ronaldo Caiado, que não compareceu por ter apresentado um quadro febril durante a noite.  Ele comemorou os resultados da reunião por meio de suas redes sociais: “No que depender da nossa parte, enquanto governadores, vamos cada vez mais unir forças para que a nossa população esteja toda vacinada o mais rápido possível”, disse.

Continue Reading

Goiás

UEG fará eleições para escolha de novo reitor até final do semestre

Published

on

Paralelamente a processo para definição de novo gestor da universidade, Governo de Goiás vai apoiar reestruturação da unidade de Itumbiara, que oferece curso de Medicina

DA REDAÇÃO

Após a conclusão das reformas administrativa, pedagógica e curricular, a Universidade Estadual de Goiás (UEG) deverá realizar, até o fim deste semestre, as eleições para a escolha da nova reitoria. A decisão foi tomada na tarde desta terça-feira (02/03), em reunião da reitoria interina e da Comissão de Interlocução da UEG com o titular da Secretaria-Geral da Governadoria (SGG), Adriano Rocha Lima.

” Todo o trabalho que o Governo tinha de fazer para apoiar a universidade foi concluído. Nós liberamos a universidade para fazer eleições e propusemos que eles apresentem um cronograma de convocação dessas eleições”, afirmou o secretário.

A Comissão foi formada na 115ª Sessão Plenária do Conselho Superior Universitário (CsU) para a discussão, junto ao Governo, de assuntos pertinentes à Universidade. Nas próximas semanas, a reitoria da UEG convocará sessão plenária do CsU para que sejam dados os prosseguimentos ao processo eleitoral. Até a data da plenária, a Comissão Eleitoral da UEG deverá apresentar o cronograma das eleições para que seja apreciado.

Durante a reunião, o secretário ainda abordou a questão do curso e do vestibular de Medicina da UEG. “Em paralelo, nós também vamos apoiar a adequação da unidade de ensino de Itumbiara, que possui cursos de Medicina, Farmácia e Enfermagem. Vamos fazer uma grande reestruturação para que esses cursos tenham melhores condições do que têm hoje”, destacou.

Ele afirmou, ainda, que o Governo do Estado apoia o curso, mesmo ele tendo sido criado por questões políticas, e que estão sendo feitos todos os esforços necessários para a estruturação do curso e para garantir que os discentes tenham a melhor qualidade de ensino possível.

O reitor interino da UEG, Valter Campos, afiemou que a convocação das eleições só será possível graças à boa relação da reitoria com o Governo. Ele explicou que até o final do semestre será dada continuidade às reformas pedagógica e acadêmica já iniciadas.

Participaram da reunião, o reitor interino e a chefe de gabinete da UEG, professores Valter Campos e Cristhyan Millazo, o procurador da Secretaria-Geral da Governadoria e ex-reitor da UEG, Rafael Borges, e os membros da Comissão, Edson Arantes, Fábio Santa Cruz e André Urcino.

Continue Reading

Destaque