Connect with us

Anápolis

Anápolis inicia vacinação dos profissionais de saúde que atuam na linha de frente da COVID-19

Published

on

Enfermeira do Norma Pizzari foi a primeira profissional de saúde vacinada. Paralelamente, o agendamento para idosos com idade com 90 anos ou mais começa amanhã via ZAP

DA REDAÇÃO

Elisângela Gomes de Oliveira, 48 anos, a enfermeira que recebeu o primeiro paciente com Covid-19 no Centro de Internação Norma Pizzari, em março de 2020, foi também a primeira profissional de saúde da linha de frente da pandemia no município a receber a vacina contra o coronavírus nesta quarta-feira, 20. “Isso aqui é a minha vida, cuidar das pessoas. Estou feliz demais. Logo vou poder abraçar minha mãe!”, comemorou.

A enfermeira foi a primeira de um total de 1.439 profissionais da rede municipal de saúde que serão vacinados neste momento. Eles atuam no Centro de Internação Norma Pizzari Gonçalves, Hospital Municipal Jamel Cecílio, UPA Alair Mafra de Andrade, SAMU e das Unidades de Referência do Coronavírus (URCs) do Parque Iracema, Bairro de Lourdes e São José. “Já estamos levantando também o quantitativo das unidades conveniadas para que possamos vacinar os profissionais”, destacou o prefeito Roberto Naves no ato da vacinação, acompanhado do secretário municipal de Saúde, André Braga.

Já foi finalizada a imunização de moradores de abrigos de longa permanência. Ao todo foram 485 pessoas. Paralelamente à vacinação dos profissionais da linha de frente do Covid-19, começa nesta quinta-feira, 21, o agendamento dos idosos, a iniciar por aqueles de idade igual ou superior a 90 anos, continuando para igual ou superior a 85 anos, depois igual ou maior de 80 anos e assim por diante – a depender da chegada de novas remessas. Essa etapa, será feita por agendamento, via Zap da Saúde – sistema já utilizado para diversos fins há mais de um ano em Anápolis.

Todas as vacinações são registradas com o número do lote, data e horário – cuidados necessários para a marcação da aplicação da segunda dose  – além de identificação de medicamentos em caso de possíveis reações à vacina.

Fonte: Assessoria de Imprensa da Prefeitura de Anápolis

Clique para comentar

Deixe uma resposta

Anápolis

Anápolis aplica hoje segunda dose da Coronavac e primeira da Pfizer

Published

on

Foi organizada uma força tarefa para aplicação das doses, que acontece paralelamente

DA REDAÇÃO

Os idosos que estavam ansiosos para receber a segunda dose da Coronavac terão essa oportunidade hoje, sábado (15). A prefeitura recebeu duas remessas da vacina, que totalizam 4.500 doses, destinadas à aplicação da dose reforço da vacina. Mas é preciso ter atenção, apenas idosos que receberam a primeira dose até dia 03 de abril poderão receber a segunda dose hoje. Os demais deverão aguardar a chegada de mais vacinas.

A vacinação acontece das 8h às 16h, exclusivamente para este público, com distribuição de senhas, nos seguintes locais: ginásio da UniEvangélica, Banco de Leite e unidade de saúde Santa Maria de Nazareth, para pedestres; e em sistema drive-thru na CMTT e unidades de saúde do JK, Arco-Íris e Anexo Itamaraty. A vacina para pedestres não será aplicada em pontos de drive-thru, assim como pessoas em veículos não receberão a dose em unidades voltadas para imunizar pedestres. A medida objetiva garantir a organização das filas.

Pfizer

Paralelamente, no sábado e domingo, 15 e 16, no Ginásio Internacional Newton de Faria, das 8h às 16h, acontece a vacinação com o imunizante da Pfizer em gestantes, puérperas e pacientes imunossuprimidos cadastrados no site vacina.anapolis.go.gov.br/cadastrar.

Vacinação

A vacinação continua na semana que vem com doses da AstraZeneca e da Pfizer. Os idosos que precisam tomar a segunda dose da Coronavac deverão esperar a chegada de mais doses dessa vacina ao Estado. O Instituto Butantan afirmou nesta semana que paralisou a produção da Coronavac por falta de insumos, não há previsão da chegada de novos insumos para que o Instituto retome a produção.

Continue Reading

Anápolis

Anápolis recebe remessa maior da Coronavac, agora idosos que se vacinaram até dia 03 de abril podem receber a segunda dose

Published

on

A cidade recebeu duas remessas de Coronavac com diferença de poucas horas e ampliou o quantidade de idosos que poderão receber a segunda dose da vacina

DA REDAÇÃO

Mais idosos terão direito de receber a dose reforço da Coronavac amanhã (15), em Anápolis. É que a Prefeitura recebeu duas remessas da vacina com diferença de poucas horas. À tarde a secretaria de saúde havia informado que só teriam direito de receber a vacina aqueles idosos que vacinaram com a primeira dose até o dia 31 de março. Com a nova remessa de doses recebidas, o quantitativo de Coronavac disponível na cidade aumentou de 3.050 para 4.500. Agora, idosos que se vacinaram até o dia 03 de abril poderão receber a segunda dose neste sábado.

A vacinação acontece das 8h às 16h, exclusivamente para este público, com distribuição de senhas, nos seguintes locais: ginásio da UniEvangélica, Banco de Leite e unidade de saúde Santa Maria de Nazareth, para pedestres; e em sistema drive-thru na CMTT e unidades de saúde do JK, Arco-Íris e Anexo Itamaraty. A vacina para pedestres não será aplicada em pontos de drive-thru, assim como pessoas em veículos não receberão a dose em unidades voltadas para imunizar pedestres. A medida objetiva garantir a organização das filas.

Pfizer

Paralelamente, no sábado e domingo, 15 e 16, no Ginásio Internacional Newton de Faria, das 8h às 16h, acontece a vacinação com o imunizante da Pfizer em gestantes, puérperas e pacientes imunossuprimidos cadastrados no site vacina.anapolis.go.gov.br/cadastrar.

Continue Reading

Anápolis

Empresários discutem com Codego investimentos no Daia

Published

on

Associação dos Empresários do Daia apresentaram demandas do distrito que impedem a instalação de novas empresas no local

DA REDAÇÃO

Em reunião com o presidente da Companhia de Desenvolvimento Econômico de Goiás (Codego), Renato de Castro, empresários do Distrito Agroindustrial de Anápolis (Daia) apresentaram demandas para promover melhorias estruturais no Distrito, como a ampliação dos reservatórios de água, reforma na ciclovia e novos retornos, além da construção de um novo acesso ao Distrito pela BR-153. O encontro foi promovido pela Associação das Empresas do Daia (Assedaia).

Um dos principais problemas apontados pelos empresários é a necessidade de reforma e ampliação da Estação de Tratame nto de Esgot o (ETE) e da Estação de Tratamento de Água (ETA), cujas deficiências atuais representam um entrave para as indústrias instaladas no Distrito e suprir a demanda com a chegada de novas empresas.

Sobre esse gargalo, o presidente da Codego afirmou que a ETE está em fase final de licitação e que está discutindo com a Prefeitura de Anápolis intervenções para ampliar a oferta de água, para garantir que o abastecimento não seja interrompido no período de estiagem. Dentre as ações previstas para solucionar o problema estão a construção de uma represa e a recuperação de outra, além da limpeza e desassoreamento das represas já existentes. Renato de Castro lembrou que são problemas estruturais que se arrastam há anos e que a atual gestão tem como meta solucionar.

Sobre o acesso e mobilidade dentro do Distrito, o diretor-administrativo do Daia, Marlon Caiado, disse que o projeto para criação de uma nova entrada para caminhões, via BR-153, já está pronto. Marlon Caiado também contou que o Governo já cedeu terreno para construção da creche, antiga demanda dos trabalhadores locais, e afirmou que a reforma da ciclovia começa nos próximos dias. Outra mudança importante no Daia é a instalação de um Posto Policial para garantir maior segurança aos trabalhadores.

E O Presidente da Assedaia, Everaldo Fiatkoski pediu também, juntamente com a reforma da ciclovia, melhorias nas calçadas de acesso aos pontos de ônibus. Lembrou também que há demanda de mais empresas para se instalarem no Daia, e que o novo regulamento favorece o melhor aproveitamento das áreas. Sobre isso, Renato de Castro informou que já foram efetuadas mudanças no regulamento para agilizar a cessão de terrenos, mas que antes é preciso resolver problemas estruturais, como a falta de água, para poder ampliar o número de empresas instaladas.

Além dos empresários já instalados no Daia, estiveram presentes representantes de outras empresas que estão aguardando o desenrolar dos trâmites junto à Codego para instalar. Atualmente o Distrito conta com 150 empresas em atividade. Everaldo Fiatkoski avaliou o encontro como muito positivo para que fossem elencadas as prioridades dos empresários e trabalhadores do local e sugeriu que os encontros com a direção da Codego se repetissem mensalmente.

Continue Reading

Destaque