Connect with us

Goiás

89 cidades goianas estão em situação de calamidade no contágio da Covid

Published

on

As informações foram repassadas pela Secretaria de Saúde

Por Priscila Marçal

O mapa de contágio das regiões goianas, organizado e divulgado pela Secretaria Estadual de Saúde, aponta que 89 municípios goianos estão em situação de calamidade no que se refere à contaminação pelo novo coronavírus.

Na situação de calamidade, segundo a Nota Técnica divulgada ontem pela SES-GO, a orientação é de manter abertas apenas as atividades essenciais. A determinação faz parte da nova matriz de risco adotada pelo governo para tentar frear o contágio no Estado, que tem batido recordes de contaminação, alcançando índices que chegam a 100% de ocupação de leitos hospitalares.

Regiões de risco

A SES-GO dividiu o estado em 18 regiões, respeitando os municípios referenciados a cidades que tem maior estrutura para receber pacientes com Covid-19. A partir da divisão das regiões, ações específicas poderão ser tomadas para frear o contágio nas cidades com o maior incidência de pessoas doentes, evitando o decreto de lockdown em cidades e regiões onde o sistema de saúde não apresenta risco de entrar em colapso.

O mapa (abaixo) mostra em amarelo as regiões consideradas em estado de “alerta” para o colapso no sistema de saúde, em laranja as regiões que estão em estado “crítico” e em vermelho as regiões em situação de “calamidade”.

Nota Técnica da SES-GO

Para as situações de Alerta, a orientação da Nota Técnica é de que o município respeite 50% de ocupação máxima nos estabelecimentos como restaurantes, bares e templos religiosos. Quando a situação for Crítica, a Nota Técnica orienta que a ocupação máxima do espaço seja reduzida para 30%. Nos casos de situação de Calamidade, apenas os serviços essenciais deverão funcionar.

A matriz de risco será revisada semanalmente, quando será divulgada a nova situação de contaminação das regiões do Estado.

Confira abaixo os 89 municípios que estão em situação de Calamidade em Goiás:

  1. Águas Lindas
  2. Alvorada do Norte
  3. Americano do Brasil
  4. Amorinópolis
  5. Anhanguera
  6. Araguarças
  7. Araguapaz
  8. Arenópolis
  9. Aruanã
  10. Baliza
  11. Bom Jardim de Goiás
  12. Britânia
  13. Buritinópolis
  14. Caldas Novas
  15. Campo Alegre
  16. Campos Verdes
  17. Carmo do Rio Verde
  18. Catalão
  19. Ceres
  20. Cidade Oriental
  21. Corumbaíba
  22. Cristalina
  23. Crixás
  24. Cumari
  25. Damianópolis
  26. Davinópolis
  27. Diorama
  28. Faina
  29. Fazenda Nova
  30. Goiandira
  31. Goiás
  32. Guaraíta
  33. Guarani de Goiás
  34. Guarinos
  35. Heitoraí
  36. Iacíara
  37. Ipameri
  38. Ipiranga de Goiás
  39. Iporá
  40. Israelândia
  41. Itaberaí
  42. Itapaci
  43. Itapirapuã
  44. Itapuranga
  45. Ivolândia
  46. Jaupaci
  47. Jussara
  48. Luziânia
  49. Mambaí
  50. Marzagão
  51. Matrinchã
  52. Moiporá
  53. Montes Claros
  54. Morro Agudo
  55. Mossâmedes
  56. Mozarlândia
  57. Nova América
  58. Nova Aurora
  59. Nova Crixás
  60. Nova Glória
  61. Nova Roma
  62. Novo Brasil
  63. Novo Gama
  64. Ouvidor
  65. Palestina de Goiás
  66. Palmelo
  67. Pilar de Goiás
  68. Piranhas
  69. Pires do Rio
  70. Posse
  71. Rialma
  72. Rianápolis
  73. Rio Quente
  74. Rubiataba
  75. Santa Cruz de Goiás
  76. Santa Fé de Goiás
  77. Santa Isabel
  78. Santa Terezinha
  79. Santo Antônio do Descoberto
  80. São Domingos
  81. São Luiz do Norte
  82. São Patrício
  83. Simolândia
  84. Sítio d’Abadia
  85. Três Ranchos
  86. Uirapuru
  87. Uruana
  88. Urutaí
  89. Valparaíso de Goiás
Continue Reading
Clique para comentar

Deixe uma resposta

Goiás

Goiás recebe 76 mil doses da CoronaVac às 01h30 da manhã desta quarta-feira

Published

on

Vacinas serão usadas, prioritariamente, para finalizar etapa de imunização da população com idade superior a 79 anos

DA REDAÇÃO

O Governo de Goiás recebe, às 01h30 da manhã desta quarta-feira (03/03), mais 76 mil doses da vacina CoronaVac, da chinesa Sinovac, em parceria com o Instituto Butantan. Após desembarque em voo comercial no Aeroporto Internacional Santa Genoveva, em Goiânia, os imunizantes seguirão para a Central Estadual de Rede de Frio, no Jardim Santo Antônio, na capital.

Esse quantitativo será utilizado na imunização de 38 mil pessoas, uma vez que a outra metade será reservada para aplicação da segunda dose.

As doses são destinadas para finalizar a vacinação dos goianos com idade superior a 79 anos, mantendo a determinação do governador Ronaldo Caiado de priorizar a população idosa.

Caso os municípios já tenham imunizado todas as pessoas deste grupo, a orientação é que, gradativamente, reduzam a faixa etária.

Após conferência da quantidade de doses enviadas pelo governo federal, a Secretaria de Estado da Saúde de Goiás (SES-GO) inicia, ainda nesta quarta-feira, a distribuição para todas as 18 Regionais de Saúde, que repassarão as vacinas aos municípios.

Continue Reading

Goiás

Laboratório da vacina Sputnik V se reúne com governadores

Published

on

União Química prevê produção mensal de 8 milhões de imunizantes a partir de abril. Governo Federal se compromete a comprar cerca de 10 milhões de doses da farmacêutica

DA REDAÇÃO

Governadores e representantes de 18 estados brasileiros e do Distrito Federal estiveram na manhã desta terça-feira (02/03) na sede União Química, em Brasília, em busca de informações sobre a capacidade de produção de vacinas contra a Covid-19. Os gestores estaduais formam o consórcio denominado Fórum dos Governadores. Ao lado de representantes do Ministério da Saúde, procuradorias da Câmara e do Senado e da Embaixada da Rússia, os governadores cobraram soluções para ampliar a compra do imunizante, com prioridade para o governo federal, responsável pelo Plano Nacional de Imunização (PNI).

O presidente da União Química, Fernando de Castro Marques, explicou que somente em abril a farmacêutica terá capacidade de produção industrial. Responsável pela vacina russa Sputnik V, a União Química prevê uma produção mensal de 8 milhões de doses. “Estamos com dois cientistas russos acompanhando essa última fase. Dia 08, segue para Moscou para certificação e aprovação. Daí, pedimos a inspeção da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para começar o processo industrial do IFA no Brasil”, disse Marques.

O Governo Federal já fez o compromisso de comprar cerca de 10 milhões de doses da farmacêutica. Porém, a produção ainda depende de autorizações da Anvisa. Wellington Dias, governador do Piauí, contou que a farmacêutica já entregou os documentos para obter autorização para uso emergencial e definitivo junto à agência. Ele afirmou que o Fórum solicitou à União Química um cronograma de produção de doses da vacina até a próxima semana, para que cada governador possa planejar a entrega aos municípios e acelerar a imunização dos brasileiros.

Os governadores também defendem a tese de Ronaldo Caiado de que nenhum estado deve ter prioridade sobre o outro e falam em respeito ao PNI. “Já está decidido. Neste momento, quem vai comprar é o Ministério da Saúde, o governo federal. Se houver algum fornecedor futuro, nós também compraremos.” disse o governador do Espírito Santo, Renato Casagrande.

A visita estava confirmada na agenda do governador de Goiás, Ronaldo Caiado, que não compareceu por ter apresentado um quadro febril durante a noite.  Ele comemorou os resultados da reunião por meio de suas redes sociais: “No que depender da nossa parte, enquanto governadores, vamos cada vez mais unir forças para que a nossa população esteja toda vacinada o mais rápido possível”, disse.

Continue Reading

Goiás

UEG fará eleições para escolha de novo reitor até final do semestre

Published

on

Paralelamente a processo para definição de novo gestor da universidade, Governo de Goiás vai apoiar reestruturação da unidade de Itumbiara, que oferece curso de Medicina

DA REDAÇÃO

Após a conclusão das reformas administrativa, pedagógica e curricular, a Universidade Estadual de Goiás (UEG) deverá realizar, até o fim deste semestre, as eleições para a escolha da nova reitoria. A decisão foi tomada na tarde desta terça-feira (02/03), em reunião da reitoria interina e da Comissão de Interlocução da UEG com o titular da Secretaria-Geral da Governadoria (SGG), Adriano Rocha Lima.

” Todo o trabalho que o Governo tinha de fazer para apoiar a universidade foi concluído. Nós liberamos a universidade para fazer eleições e propusemos que eles apresentem um cronograma de convocação dessas eleições”, afirmou o secretário.

A Comissão foi formada na 115ª Sessão Plenária do Conselho Superior Universitário (CsU) para a discussão, junto ao Governo, de assuntos pertinentes à Universidade. Nas próximas semanas, a reitoria da UEG convocará sessão plenária do CsU para que sejam dados os prosseguimentos ao processo eleitoral. Até a data da plenária, a Comissão Eleitoral da UEG deverá apresentar o cronograma das eleições para que seja apreciado.

Durante a reunião, o secretário ainda abordou a questão do curso e do vestibular de Medicina da UEG. “Em paralelo, nós também vamos apoiar a adequação da unidade de ensino de Itumbiara, que possui cursos de Medicina, Farmácia e Enfermagem. Vamos fazer uma grande reestruturação para que esses cursos tenham melhores condições do que têm hoje”, destacou.

Ele afirmou, ainda, que o Governo do Estado apoia o curso, mesmo ele tendo sido criado por questões políticas, e que estão sendo feitos todos os esforços necessários para a estruturação do curso e para garantir que os discentes tenham a melhor qualidade de ensino possível.

O reitor interino da UEG, Valter Campos, afiemou que a convocação das eleições só será possível graças à boa relação da reitoria com o Governo. Ele explicou que até o final do semestre será dada continuidade às reformas pedagógica e acadêmica já iniciadas.

Participaram da reunião, o reitor interino e a chefe de gabinete da UEG, professores Valter Campos e Cristhyan Millazo, o procurador da Secretaria-Geral da Governadoria e ex-reitor da UEG, Rafael Borges, e os membros da Comissão, Edson Arantes, Fábio Santa Cruz e André Urcino.

Continue Reading

Destaque