Connect with us

Internacional

Tiro de largada provoca danos auditivos em premier belga

Published

on

O primeiro-ministro belga, Charles Michel, foi obrigado a mudar sua agenda nesta terça-feira, depois que o tiro de largada de um evento esportivo no domingo, em Bruxelas, causou-lhe danos auditivos, indicou seu porta-voz.

A princesa Astrid, irmã do rei dos Belgas Philippe, foi encarregada de indicar, com uma pistola de partida, o início de uma corrida de resistência de 20 km na capital belga.

Ao seu lado, o rosto de Michel refletia sua surpresa com a detonação, segundo as imagens.

O chefe do Governo belga sofre uma “surdez parcial” e um “zumbido” após o incidente, disse à AFP seu porta-voz, que explicou que Michel passou por “um exame aprofundado esta manhã”.

“A partir do meio-dia, continuará sua agenda política normalmente”, depois de uma simples “modificação” de suas atividades, disse o porta-voz, Frédéric Cauderlier.

O primeiro-ministro deveria ter comparecido durante a manhã perante o Parlamento para apresentar um pacto de investimento nacional.

Via Istoé

Continue Reading
Clique para comentar

Deixe uma resposta

EUA

Ninguém da campanha de Trump conspirou com Rússia, diz Relatório

Published

on

O procurador-geral dos Estados Unidos, William Barr, informou à lideranças do Congresso americano que, entre as principais conclusões do relatório de Robert Mueller, conselheiro especial do Departamento de Justiça (DoJ, na sigla em inglês), o presidente americano, Donald Trump, nem seus assessores da campanha à Casa Branca de 2016, conspiraram ou realizaram coordenação com autoridades russas para interferir naquelas eleições presidenciais.

As conclusões também destacam que não há evidências suficientes para apontar que Trump obstruiu à justiça de forma ilegal, mas ressaltou que não pode isentá-lo de tal prática.

“Enquanto este relatório não conclui que o presidente cometeu um crime, também não o isenta.”
Pouco após a divulgação da carta de Barr, Trump se manifestou a repórteres. “Não houve conluio com os russos e nem obstrução de justiça”, disse ao embarcar em West Palm Beach, Flórida, rumo a Washington.

Em rápidos comentários, o presidente aproveitou para fazer novas críticas à investigação de Mueller. Trump afirmou que a apuração foi “ilegal” e “vergonhosa para o nosso país”, além de ter ressaltado que, “várias coisas ruins e negativas” aconteceram nos EUA por causa da investigação sobre a interferência do Kremlin na eleição.

A porta-voz da Casa Branca, Sarah Huckabee Sanders, também fez comentários sobre a divulgação do documento de Barr.

De acordo com ela, o conselho especial comandado por Mueller não encontrou nenhum conluio, nem obstrução de justiça cometida por Trump. “O procurador-geral Barr e o vice-procurador-geral Rod Rosenstein determinaram que não houve obstrução.

A investigação do Departamento de Justiça aponta para uma total e completa isenção de culpa do presidente dos EUA”, escreveu Sanders em seu perfil no Twitter.

*Com informações do Estadão Conteúdo.

Continue Reading

Internacional

Trump: Brasil será principal aliado dos Estados Unidos fora da Otan

Published

on

Para ele, empresas americanas estão prontas para entrar no país

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, afirmou que o Brasil será designado principal aliado dos Estados Unidos fora da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan). Ainda deixou aberta a possibilidade de o Brasil integrar a Otan, que é uma organização militar formada por países da Europa e da América do Norte, com origem na oposição ao socialismo liderado, na época, pela União Soviética, hoje extinta.

“Como disse ao presidente [Jair] Bolsonaro, vou designar o Brasil como principal aliado que não é da Otan, e até possivelmente um aliado da Otan. Falei com muitas pessoas a respeito disso. Nossas nações trabalham juntas para proteger os nossos povos do terrorismo, do crime transnacional, das drogas, do tráfico de armas e de pessoas, que está agora na vanguarda do crime”, disse.

Trump e Bolsonaro se reuniram na Casa Branca. Para Trump, a reunião entre ele e o presidente brasileiro foi “excelente”.

Barreiras

Trump também afirmou que as empresas de seu país “estão prontas para entrar” no mercado brasileiro, aguardando mudança nas “regras do jogo”. Trump disse que “reciprocidade” é sua palavra favorita e afirmou que Brasil e Estados Unidos estão dispostos a reduzir as barreiras comerciais entre si.

O presidente dos EUA, Donald Trump, se reúne com o presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, no Salão Oval da Casa Branca, em Washington (EUA).

O presidente dos EUA, Donald Trump, se reúne com o presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, no Salão Oval da Casa Branca, em Washington (EUA). – Isac Nóbrega/PR

“O presidente Bolsonaro e eu estamos comprometidos em reduzir as barreiras comerciais, facilitar o investimento e a inovação em uma série de indústrias –  energia, agricultura, tecnologia. O presidente tem uma visão de liberar o setor privado, abrir a economia”, disse Trump, depois do encontro com o presidente Jair Bolsonaro.

“E esse é o caminho para que o Brasil tenha um crescimento econômico forte. Nossas empresas estão prontas para entrar quando essas regras do jogo forem iguais”, completou.

Trump acrescentou que uma eventual entrada do Brasil na Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) fará com que o país “aumente seu status”. O presidente norte-americano já havia confirmado seu apoio à entrada do Brasil na organização.

Alcântara

Ele também elogiou o Centro Espacial de Alcântara, de onde os Estados Unidos poderão lançar foguetes após ratificação do Acordo de Salvaguardas Tecnológicas, assinado ontem entre os dois países. A ratificação do acordo depende do congresso brasileiro.

“É um local extraordinário, não vamos entrar nos detalhes, mas devido à localização, muito dinheiro poderá ser poupado. Os voos serão muito mais curtos. A proximidade do Brasil com o Equador faz com que o lugar seja ideal”, argumentou.

Venezuela

Trump elogiou a postura do Brasil frente a crise na Venezuela. O presidente norte-americano lembrou que o Brasil foi um dos primeiros países a reconhecer Juan Guaidó como presidente interino da Venezuela e agradeceu o apoio brasileiro no envio de ajuda humanitária ao país vizinho.

Em seguida, Trump falou aos militares venezuelanos, pedindo para que eles deixem de apoiar o presidente Nicolás Maduro, a quem chamou de “uma marionete de Cuba”.

Com informações da Agência Brasil

Continue Reading

EUA

Trump faz viagem surpresa para visitar tropas dos EUA no Iraque

Published

on

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, e sua esposa, Melania, viajaram na noite de ontem ao Iraque para visitar as tropas americanas mobilizadas no país.

A viagem foi anunciada nesta quarta-feira pela porta-voz da Casa Branca, Sarah Sanders, que escreveu no Twitter que Trump foi agradecer os militares americanos pelo “êxito e sacrifício”.

Sanders não informou se Trump ainda está no Iraque e nem deu mais detalhes sobre o destino do presidente americano.

A emissora “Fox” informou que Trump visitou a Base Aérea Al Assad, onde se encontrou com o assessor de Segurança Nacional da Casa Branca, John Bolton, para ter reuniões com lideranças políticas e militares que estão no Iraque.

Os EUA mantêm 5,2 mil soldados no Iraque, um dos países onde a coalizão internacional liderada pelo governo americano atua para derrotar o grupo terrorista Estado Islâmico.

Esta foi a primeira viagem de Trump a uma região em conflito. O presidente tinha sido criticado por romper uma tradição natalina inaugurada pelo ex-presidente George W. Bush em 2002 de visitar as tropas americanas durante a celebração da data.

Em 2017, Trump foi ao Centro Médico Militar Nacional Walter Reed, no estado de Maryland.

Com informações da EFE

Continue Reading

Destaque