Connect with us

Copa do Mundo

Sampaoli promete que a Argentina jogará com faca nos dentes contra a França

Published

on

O técnico da Argentina, Jorge Sampaoli, prometeu nesta sexta-feira que a ‘Albiceleste’ jogará com a faca nos dentes contra a França, jogo que vale uma vaga nas quartas de final da Copa do Mundo.

“Temos confiança na nossa capacidade e de que amanhã teremos um grande ânimo, o que permite encarar a partida com muita decisão. Vamos ser uma seleção decidida, com muito coração, para enfrentar essa chance”, disse o técnico na Kazan Arena, palco do jogo.

“Tenho muita confiança na capacidade dos meus jogadores para controlar o ritmo e os espaços (do jogo). Se fizemos isso, será complicado para a França. A Argentina vai jogar com a faca nos dentes, com muita convicção”, prometeu o técnico.

Sampaoli não quis dar pistas sobre a equipe titular que escalará amanhã, mas fez alertas sobre as qualidades da França, destacando especialmente a velocidade da transição do time de Didier Deschamps.

“A grande força desta equipe é a velocidade das transições: é muito sólida na defesa, se recupera e sai muito rápido. Ali vemos todo o tempo do trabalho do seu treinador. A partir disso, eles têm muitos gols com três ou quatro toques, com chegadas de quatro e cinco jogadores. Além das individualidades, eles têm um jogo coletivo que vem de longa data”, analisou Sampaoli.

Para o comandante da ‘Albiceleste’, a Argentina precisa controlar o jogo para conquistar a vitória e disse que sonha com uma equipe que apresente “muito futebol e muita paixão” dentro do campo.

“A parceria Griezmann-Giroud faz com que a equipe seja perigosa. Sonho em ver uma Argentina com muita paixão e com muito futebol. Se não controlarmos o jogo em si, que é o mais importante, vai ser uma partida física e isso não vai nos servir”, alertou.

Além disso, Sampaoli voltou a elogiar Lionel Messi, afirmando que o craque é como “um farol” para a seleção da Argentina.

“Messi tem muita clareza para ver o futebol e nos aproxima de realidades que só os gênios conseguem enxergar. Muitas vezes é difícil estar à altura de um jogador diferente como ele, que é como um farol, que indica a direção para todos”, ressaltou, revelando ter um plano para “potencializar” a qualidade do craque amanhã.

“Por mais que a França tenha uma estratégia para neutralizar Leo, nós temos outro para potencializá-lo. A Argentina tem o melhor jogador do mundo, mas também tem outros para complicar a França”, completou o comandante da ‘Albiceleste’.

Perguntado sobre o momento registrado na partida contra a Nigéria, na qual é visto perguntando a Messi se deve tirar Sergio Agüerro de campo, Sampaoli respondeu que estava simplesmente comunicando ao craque o plano que já estava treinado.

“Lembro do momento. Tudo o que falo com meus jogadores é muito sigiloso e pessoal. Treinamos diferentes alternativas para uma partida definitória e só comuniquei a ele que íamos adotar um plano já treinamento, com jogadores mais ofensivos”, explicou.

Fonte: 

Continue Reading
Clique para comentar

Deixe uma resposta

Copa do Mundo

Pickford brilha nos pênaltis e English Team avança às quartas de final

Published

on

A Inglaterra segue na Copa do Mundo! Após empatar em 1 a 1 com a Colômbia no tempo normal e também nos acréscimos, o English Team levou a melhor nas penalidades com direito a defesa de Pickford e venceu por 4 a 3, em Moscou, na tarde desta terça-feira (3), pelas oitavas de final.

Agora, a Inglaterra se prepara para enfrentar a Suécia no sábado (7), às 11h (de Brasília), em Samara, pelas quartas de final da Copa do Mundo.

O jogo

A primeira etapa ficou marcada por muita disputa dentro de campo. O jogo foi amarrado e tenso. Tanto ingleses quanto colombianos trocaram farpas após faltas e algumas encenações e o árbitro distribuiu amarelos. Com a bola rolando, a Inglaterra teve maior posse e chegou mais vezes perto do gol. Aos 5 minutos, Young bateu falta direto e obrigou Ospina a espalmar.

(Foto: Getty Images)

Na marca dos 15, a melhor chance do primeiro tempo: Lingard desceu pela direita e soltou para trippier, que cruzou e Kane desviou, mandando na rede pelo lado de fora. A Colômbia, por outro lado, jogou de forma mais retraída, procurando espaços para contra-atacar. Porém, pelo menos nos primeiros 45 minutos, essa chance não apareceu. Os ingleses seguiram procurando o ataque e já nos créscimos, Lingard pegou de primeira após cruzamento e mandou para fora.

Os colombianos voltaram tentando segurar o jogo de todas as formas, enquanto a Inglaterra seguiu procurando o gol. E ele veio. Aos 8, Carlos Sánchez agarrou Kane dentro da área. Pênalti que o próprio camisa 9 bateu e converteu. Já aos 17, Young alçou a bola na área e Dele Alli mandou a bola raspando a trave.

Harry Kane scored England’s opener (Picture: Getty)

A Colômbia despertou para o jogo apenas na reta final, já que tinha que ao menos buscar o empate e aproveitou que a Inglaterra estava conformada com o resultado. Aos 35, Bacca puxou ótimo contra-ataque, tocou para Cuadrado, que chutou mal. Já nos acréscimos, os cafeteros foram com tudo. Aos 46, Uribe mandou um chutaço e Pickford fez uma defesa sensacional. Na sequência, Cuadrado bateu escanteio e Mina, de novo ele, mandou para o gol. Apito final e prorrogação a vista.

Prorrogação

No primeiro tempo, a Colômbia veio cheio de confiança para a prorrogação, enquanto a Inglaterra, por outro lado, acusou o golpe do gol no fim e ficou na defensiva. Aos 10, Cuadrado cruzou e Davinson Sánchez desviou para fora. Pouco depois, Mojica escapou pela esquerda, cruzou e Falcao mandou torto. Já na segunda etapa foi vez do English Team ir ao ataque e aos 6 Henderson soltou para Rose, que bateu cruzado para fora. Pouco depois, escanteio foi cobrado e Vardy mandou or cima. Só que a rede não balançou e a vaga foi decidida nos pênaltis.

Pênaltis

Nas penalidades, a Inglaterra converteu quatro penalidades, desperdiçando apenas uma, com Henderson. Já a Colômbia fez três, mas Uribe e Bacca erraram e a vaga ficou com a seleção europeia.

Fonte: Omnisport

Continue Reading

Brasil

“Mexicanos falaram de mais e vão embora para casa”, diz Neymar

Published

on

“Eles falaram demais antes do jogo e hoje vão embora para casa”, ironizou Neymar após a vitória do Brasil sobre o México, por 2 a 0, que valeu a classificação da seleção de Tite para as quartas de final da Copa do Mundo.

Autor de um gol e uma assistência para Roberto Firmino no jogo, Neymar respondeu assim às declarações de Andrés Guardado, que antes do duelo disse que o atacante brasileiro gosta de exagerar ao reclamar das faltas que leva e de se jogar em campo.

Após o apito final, Neymar aproveitou o resultado e o desempenho em campo para criticar o excesso de faltas cometidas pelos adversários no jogo. O pisão que recebeu de Miguel Layún, fora do campo, com o jogo parado, também foi citado pelo atacante.

“Isso é complicado. Não é uma coisa que cabe a mim. Só sofro a dor. Tomei um pisão desleal, porque foi fora de uma jogada, fora do campo. E isso não pode ser assim”, se queixou o jogador.

Neymar também negou ser o protagonista da seleção e preferiu dividir a responsabilidade com os demais companheiros.

“Não quero que seja a Copa de Neymar, quero que seja a Copa do Brasil, o coletivo é o mais importante. Estou feliz por fazer parte deste grupo. Certeza que essa equipe pode chegar longe”, disse.

Posteriormente, em entrevista coletiva, o jogador não quis entrar em polêmica. Perguntado sobre o lance com Layún, Tite o impediu de responder às críticas feitas a Neymar pelo técnico do México, Juan Carlos Osorio, que o acusou de interromper demais o jogo.

“Eu não ligo muito para as críticas nem para os elogios porque isso pode influir nos jogadores. Há muita gente falando, há quem se altera e quer aparecer, eu estou aqui para jogar futebol, ajudar meus companheiros a vencer”, ressaltou.

Além disso, Neymar elogiou a atuação do goleiro Guillermo Ochoa, que fez várias defesas importantes no jogo.

“É um grande goleiro, todo mundo sabe que ele tem muita qualidade, ele está de parabéns pela partida que fez”, disse.

Fonte:  

Continue Reading

Copa do Mundo

Marcelo faz trabalho de fisioterapia e fica fora de treino da seleção

Published

on

O lateral-esquerdo Marcelo realizou trabalho de fisioterapia e não treinou no campo com os companheiros nesta sexta-feira, três dias antes do duelo entre Brasil e México, pelas oitavas de final da Copa do Mundo.

O defensor do Real Madrid deixou o duelo com a Sérvia, nesta quarta-feira, ainda nos minutos iniciais, devido problema nas costas. Hoje, o jogador só pisou, de chinelos, no gramado do centro de treinamento dos pentacampeões, em Sochi, para participar de reunião com companheiros e integrantes da comissão técnica.

“Marcelo participou da conversa com o treinador, mas logo voltou para a fisioterapia, onde segue tratamento para o espasmo que sofreu na musculatura da coluna”, diz nota divulgada pela CBF.

Hoje, a seleção brasileira voltou a trabalhar, depois de folga concedida para todos os jogadores, que tiveram a quinta-feira livre para se encontrar com familiares.

Fonte: 

Continue Reading

Destaque