Connect with us

Novidades

Natal Feliz!

Published

on

REGULAMENTO DO CONCURSO “NATAL FELIZ!”

1. CONSIDERAÇÕES GERAIS

Este concurso é de responsabilidade do SUPERMERCADO SOBERANO, Ecival Gomes de Oliveira, CNPJ nº 05.815.074/0001-08 estabelecido à Rua 03, n. 600 – Recanto do Sol. Anápolis-GO, CEP 75.074-242, com apoio e divulgação da RÁDIO IMPRENSA 104,9 FM e será válida para a cidade de Anápolis-GO, exclusivamente para ouvintes, pessoas físicas maiores de 14 anos. Este Concurso é voluntário e gratuito, de livre acesso às pessoas interessadas em participar e não está vinculada a nenhum tipo de aquisição de produtos ou serviços, nem qualquer modalidade de sorte ou álea.

2. CONDIÇÕES PARA PARTICIPAR

2.1 O presente Concurso é aberto ao público em geral, podendo participar as pessoas físicas, residentes em Anápolis-GO e região, respeitados os termos e condições estabelecidas neste Regulamento.

2.2.  É vedada a participação de funcionários, bem como de seus familiares, da RÁDIO IMPRENSA 104,9 FM e da SUPERMERCADO SOBERANO, ou quaisquer pessoas diretamente envolvidas com este Concurso.

2.3. A participação no presente Concurso é voluntária, gratuita e implica na aceitação total e irrestrita dos termos e condições do presente Regulamento.

2.4.  Ler e aceitar este Regulamento, por tal ato submetendo-se de forma irretratável e irrevogável a todos os respectivos termos e condições.

2.5. É permitida a participação de maiores de 14 (quatorze) anos.

3. PERÍODO DO CONCURSO

3.1 O período de participação no concurso é a partir das 09h00 do dia 07 de dezembro de 2020 até às 11h00 do dia 23 de dezembro de 2020 tudo em conformidade com o Horário de Brasília.

3.2.      Qualquer participação realizada fora do período disposto em 4.1, acima, estará imediatamente desclassificada.

4.       COMO PARTICIPAR

4.1. Os interessados em participar do presente Concurso deverãoenviar uma mensagem de texto, com nome completo e endereço, para o WhatsApp (62) 99841-0495 da RÁDIO IMPRENSA 104,9 FM e dizer a frase: SUPERMERCADO SOBERANO, FAZ MEU NATAL MAIS FELIZ!

4.2.      A RÁDIO IMPRENSA 104,9 FM reserva-se o direito de desclassificar e excluir os participantes cuja conduta demonstre estar manipulando dolosamente a operação do Concurso, bem como os participantes que, tentarem fraudar ou burlar as regras estabelecidas neste Regulamento.

4.3.      A RÁDIO IMPRENSA 104,9 FM se reserva o direito de desclassificar as inscrições que não preencham os requisitos previstos nos itens anteriores ou em qualquer outra disposição deste Regulamento, independentemente de qualquer comunicação prévia.

5.       DO PRÊMIO

5.1 Dentro do período discriminado no item 4.1, será sorteado diariamente, para dois contemplados: um Kit Natal Feliz (um panetone, uma caneca e uma camiseta).

6.       ENTREGA DA PREMIAÇÃO

6.1.  A entrega do prêmio dar-se-á, impreterivelmente, na sede da RÁDIO IMPRENSA 104,9 FM situada à Av. Tiradentes, 1.311 – Centro. Anápolis-GO.

6.2. Os contemplados serão divulgados no Programa Estação 104, a partir de 16h30min, diariamente de segunda a sábado, através da RÁDIO IMPRENSA 104,9 FM.


6.3. A produção da RÁDIO IMPRENSA 104,9 FM entrará em contato com o contemplado, para confirmação da aceitação do prêmio, através do número cadastrado, para que sejam informados os dados (nome completo, endereço, data de nascimento, número de identidade, e número de CPF. O contemplado terá o prazo de 03 (três) dias úteis, para a retirada do prêmio.

6.4. O prêmio é pessoal e intransferível e não poderá ser trocado por outro bem de mesmo valor, nem por qualquer valor pecuniário, sendo entregue ao contemplado, mediante cumprimento das obrigações previstas neste Regulamento, juntamente com a apresentação do RG e CPF originais para simples conferência.

6.5.   O prêmio é financiado pelos patrocinadores do Concurso Natal Feliz e Rádio Imprensa 104,9 FM distribuído livre e desembaraçado de qualquer ônus para o contemplado.

7.       DISPOSIÇÕES FINAIS

7.1      A RÁDIO IMPRENSA 104,9 FM e patrocinador do Concurso Natal Feliz, não se responsabilizarão por eventuais prejuízos que os participantes possam ter, oriundos de situações que estejam fora de seu controle.

7.1.1   Pelas inscrições que não forem realizadas por problemas na transmissão de dados no servidor, em provedores de acessos de usuários ou ainda por falta de energia elétrica, sem exclusão das demais situações decorrentes de caso fortuito ou força maior;

7.1.2   Por qualquer inaptidão do participante ao uso da internet;

7.1.3   Por limitações tecnológicas de alguns modelos de computadores;

7.1.4   Oscilações, interrupções, falhas de transmissão dos serviços de internet;

7.1.5   Por danos de qualquer espécie causados em virtude do acesso a página da internet;

7.1.6   Por perda de dados, falhas e informações relativas ao uso do sistema pelo participante, por defeitos de sua internet.

7.2.      A RÁDIO IMPRENSA 104,9 FM e o patrocinador do Concurso Minha Casa, Minha Cor, TINTA LIDERTEX, pode interromper e/ou cancelar o Concurso por motivo de força maior.

7.3.      Este Regulamento poderá ser alterado pela A RÁDIO IMPRENSA 104,9 FM e o patrocinador do patrocinador do Concurso Natal Feliz, quantas vezes forem necessárias, garantida a sua divulgação de forma eficaz.

7.4.      Quaisquer dúvidas, divergências ou situações não previstas neste Regulamento serão julgadas e decididas de forma soberana e irrecorrível pela Direção da RÁDIO IMPRENSA 104,9 FM.

7.5.      O contemplado autoriza, a qualquer tempo, por prazo indeterminado, a contar da data da divulgação do resultado deste Concurso, o uso de sua voz e imagem, fotos, depoimentos, em spots de radiodifusão, televisão, fotos, cartazes, filmes, websites, folhetos, livros, revistas e peças promocionais, para fins de divulgação do prêmio, sem qualquer ônus adicional para as “Partes”, ainda que o mesmo não usufrua do prêmio.

7.6.      A simples participação no presente Concurso implicará no integral reconhecimento das condições e aceitação irrestrita deste Regulamento, bem como, presumir-se-á a condição de que o contemplado não possua qualquer impedimento fiscal, legal ou outro que o impeça de receber e/ou usufruir o prêmio ganho.

7.7.      O Concurso poderá ser divulgada pela RÁDIO IMPRENSA 104,9 FM, pela internet ou qualquer outro meio.

7.8.      A RÁDIO IMPRENSA 104,9 FM não se responsabilizará pela autenticidade dos dados cadastrais fornecidos pelos participantes.

7.9.      O Regulamento está disponível no site www.imprensamadureira.com.br.

7.10.    À divulgação, condução, participação, premiação, bem como qualquer ato/fato decorrente deste Concurso aplicar-se-á a legislação brasileira.

7.11.    Fica eleito o Foro da cidade de Anápolis do Estado de Goiás para dirimir quaisquer controvérsias oriundas deste Regulamento, excluindo-se qualquer outro por mais privilegiado que seja.

Continue Reading
Clique para comentar

Deixe uma resposta

Novidades

Pesquisadores ainda buscam entender efeitos a médio e longo prazo em pacientes curados da Covid-19

Published

on

Estudo chinês aponta para sequelas como fraqueza muscular e transtornos mentais

DA REDAÇÃO

Passados 10 meses da declaração da Organização Mundial de Saúde (OMS) de que o planeta vive uma pandemia do novo coronavírus, estudiosos ainda tentam compreender os efeitos da doença no corpo humano. Um estudo chinês publicado na revista científica Lancet mostrou que 76% de um total de 1.655 pacientes que contraíram a doença, e que foram internados, apresentaram sintomas e sequelas da enfermidade seis meses após a alta hospitalar. 

Para a elaboração do estudo, os pesquisadores aplicaram um questionário a pessoas curadas da Covid-19, com idade entre 47 e 65 anos, para avaliar a qualidade de vida e os sintomas. Além disso, também foram realizados testes físicos. Fadiga ou fraqueza muscular foram os sintomas mais relatados (63%), seguido por sintomas de ansiedade e depressão (23%). 

Os pesquisadores afirmam também que a redução de anticorpos em pacientes com infecção aguda pela Covid-19 acende o sinal de alerta para uma reinfecção da doença.

A técnica de enfermagem Vania Lucia da Silva, 55 anos, moradora da região administrativa de Ceilândia, no Distrito Federal, precisou ficar internada e foi entubada após ser diagnosticada com a Covid-19. Após receber alta, ela conta que perdeu 14 kg e, até hoje, sente reflexos da doença em seu dia a dia. 

“Quando eu saí do hospital, eu fiquei duas semanas no oxigênio e precisei fazer fisioterapia pulmonar por quase dois meses. A minha força muscular e minha resistência física também diminuíram.”

Neste ano, a Secretaria de Saúde de Goiás deu início ao programa Reabilita Goiás, que tem o objetivo de qualificar as equipes de Atenção Primária e fortalecer a assistência integral à saúde a pessoas infectadas pelo coronavírus que ainda apresentam sequelas ou limitações resultantes da doença. A iniciativa está sendo aplicada apenas no município de Inhumas, mas a pasta afirma que pretende expandi-la em outras localidades.

O tratamento terá duração de oito semanas e a reabilitação será feita três vezes por semana, sendo um dia de forma presencial e dois dias de forma remota. Essa divisão visa submeter o paciente a exercícios físicos e, assim, aumentar a intensidade deles aos poucos. 

Hemerson Luz, médico especialista em Infectologia, explica que diversas pessoas que tiveram casos graves da Covid-19 apresentam complicações no pulmão, o que dificulta a realização até mesmo de tarefas cotidianas simples. 

“Esses pacientes geralmente têm uma perda importante de capacidade pulmonar e podem ter cansaço constante e falta de ar em atividades que antes eles conseguiam fazer. A fisioterapia respiratória precoce é uma forma de tratar esse problema”, diz. 

Investigação

Por se tratar de uma doença nova, médicos e pesquisadores de todo o planeta ainda investigam os efeitos a médio e longo prazo da Covid-19 em pacientes curados. Também há relatos de pessoas que, mesmo curadas, tiveram sequelas no cérebro, coração, rins, e no sistema vascular. 

Fonte: Brasil 61

Continue Reading

Novidades

A esperança de que 2021 será um Tempo de Superação

Rádio Imprensa lança campanha de fim de ano: “2021: Tempo de Superação”

Published

on

Nunca um novo ano foi tão aguardado quanto 2021. Será um ano para superar as perdas, recuperar os prejuízos, prevenir novos danos e alcançar os objetivos que foram adiados pelas circunstâncias que marcaram 2020. Essa é a esperança de todos os anapolinos, goianos, brasileiros e pessoas do mundo inteiro.

Mas não devemos expulsar o atual ano de nossas vidas, como se não pudéssemos tirar nenhum proveito dele. 2020 foi um ano de aprendizado. Aprendemos a não menosprezar ameaças que pareciam ser irrelevantes, aprendemos a nos cuidar e a cuidar do próximo, aprendemos que sempre que caímos podemos nos levantar e, talvez, ainda mais fortes; aprendemos, acima de tudo, a respeitar a fragilidade da vida e a darmos mais atenção ao que realmente importa.

Algumas pessoas afirmam que este é um ano para ser esquecido, a Rádio Imprensa acredita que é um ano para ser lembrado. Precisamos nos lembrar de tudo o que 2020 deixou de aprendizado e, assim, sermos pessoas melhores. Só depende de nós para que um ano seja melhor que o outro. E esse foi o papel de 2020, nos aperfeiçoar. Agora é tempo de superação.

Campanha de fim de ano da Rádio Imprensa

A Rádio Imprensa lançou a campanha de fim de ano “2021: Tempo de Superação”. O objetivo é reconhecer as dificuldades enfrentadas neste ano e anunciar um novo tempo, o tempo de superar as adversidades.

A campanha tem o apoio de parceiros comerciais que concordam com este ideal. São eles: Terra Food Delivery, ShineBlue Cosméticos, Supermercado Smart Reis, Marmoraria e Vidraçaria JD e Sorvetes Bagolêlê.

Confira abaixo o vídeo da campanha “2021: Tempo de Superação”.

Continue Reading

Novidades

Gestores precisam formular Planos Municipais de Saneamento Básico

Published

on

Segundo IBGE, menos de 30% das cidades brasileiras já elaboraram o documento

DA REDAÇÃO

No momento em que diversos municípios passam por uma transição de poder, com a chegada dos novos gestores a partir de 1º de janeiro de 2021, as prefeituras precisam ficar atentas quanto às informações referentes ao saneamento básico. Isso porque os municípios brasileiros têm até 31 de dezembro de 2022 para elaborar seus Planos Municipais de Saneamento Básico (PMSB).

A partir de 2023 o plano será obrigatório para que as cidades possam receber recursos federais para obras e ações de Saneamento Básico. O documento deve conter informações sobre os serviços de água, esgotos, resíduos sólidos e drenagem das águas pluviais urbanas. 

Priscila Alvares, analista técnica da área de Saneamento da Confederação Nacional de Municípios (CNM), explica que o setor contém uma série de serviços, que ficam sob a responsabilidade de diferentes secretarias municipais. De acordo com ela, o grande desafio dos gestores é oferecer o serviço de forma integrada nos órgãos do município.

“É importante que haja uma clareza sobre o funcionamento do sistema de saneamento, para que o gestor possa cada vez oferecer de forma integrada os serviços de abastecimento de água, esgotamento sanitário, manejo de resíduos sólidos e drenagem”, explica.

A Lei nº 11.445/2007, conhecida como Lei do Saneamento Básico, estabelece uma série de diretrizes ao setor e determina que os municípios brasileiros devem elaborar um Plano de Saneamento Básico. Um decreto publicado pelo presidente Jair Bolsonaro neste ano obriga os gestores municipais a elaborem o documento até o fim de 2022. 

“Após 31 de dezembro de 2022, a existência do plano de saneamento básico, elaborado pelo titular dos serviços, será condição para o acesso aos recursos orçamentários da União ou aos recursos de financiamentos geridos ou administrados por órgão ou entidade da administração pública federal, quando destinados a serviços de saneamento básico”, afirma trecho do decreto.

Segundo a Pesquisa de Informações Municipais (Munic), levantamento do IBGE com informações de 2017, apenas 1.599 cidades do País haviam elaborado os seus planos, o que equivale a 28,7% dos municípios brasileiros. Goiânia é um deles. Em Belém (PA), o documento está na fase final de elaboração. 

Para o presidente da Associação Brasileira das Concessionárias Privadas de Serviços Públicos de Água e Esgoto (Abcon), Percy Soares Neto, a elaboração do documento é crucial para a formulação de políticas públicas do setor. 

“O prefeito deve olhar para a sua cidade e saber como está o setor, quantas pessoas recebem o abastecimento de água, qual o percentual da população que recebe coleta de esgoto, se ele é tratado ou não. A partir daí, é possível traçar os rumos da universalização do serviço”, argumenta. 

Somado a essas medidas, em junho deste ano também foi sancionado o novo marco legal do saneamento básico, que tem como principal objetivo garantir que 99% dos brasileiros tenham acesso à água potável e 90% tenham acesso a coleta e tratamento de esgoto até 2033. A nova norma prevê também o fim dos lixões até o fim de 2024. 


Fonte: Brasil 61

Continue Reading

Destaque