Connect with us

Política

Participe da auditoria da urna eletrônica

Todos podem acompanhar a auditoria da urna no dia da eleição

DA REDAÇÃO

A Justiça Eleitoral convida todo cidadão, a imprensa, os candidatos, fiscais, representantes dos partidos políticos e coligações, membros da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), do Ministério Público e das entidades representativas da sociedade civil para assistirem ao procedimento de auditoria das urnas eletrônicas das Eleições Municipais 2020.

A auditoria da urna, também conhecida como “votação paralela”, acontece no mesmo dia e horário da votação oficial, dia 15 de novembro, das 7h às 17h. No caso de eventual segundo turno, dia 29, o processo de verificação se repetirá no mesmo horário. O procedimento é realizado em todo o território nacional. Em Goiânia, para as Eleições 2020, os trabalhos ocorrerão no prédio do Sindicato dos Servidores do Poder Judiciário Federal no Estado de Goiás – SINJUFEGO, situado na rua 115, Qd. F-36, Lt. 86, nº 662, Setor Sul.

O objetivo de todo o procedimento é demonstrar que o resultado obtido pela apuração do voto de papel é idêntico ao resultado da apuração do voto eletrônico. Essa sistemática é utilizada desde 2002 para comprovar o funcionamento correto das urnas sob condições normais.

Sorteio


As urnas a serem auditadas serão sorteadas pela Comissão de Auditoria da Votação Eletrônica. O sorteio se dará nas dependências do Tribunal Pleno na sede do Tribunal Regional Eleitoral de Goiás, entre 9 e 12 horas no dia 14 de novembro e, em caso de segundo turno, também no dia 28 do mesmo mês.

Na ocasião, serão sorteadas seis seções eleitorais, sendo que as três primeiras urnas sorteadas serão submetidas à auditoria de funcionamento das urnas eletrônicas sob condições normais de uso na sede do SINJUFEGO  e as outras três à auditoria mediante verificação da autenticidade e integralidade dos sistemas a ser realizada no local de votação da seção sorteada, que ocorrerá às 6 horas nos dias 15 e 29 de novembro.

Zerézima


Além da “votação paralela”, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) implantou a verificação da autenticidade e integridade dos sistemas, que consiste em verificar se os programas instalados nas urnas eletrônicas das seções sorteadas possuem as assinaturas digitais dos sistemas lacrados pelo TSE. Tal verificação ocorre na seção eleitoral, imediatamente antes da emissão da zerésima e do início da votação, no dia 15 de novembro.

Zerésima é o relatório emitido pela urna, antes da votação, que traz a identificação do equipamento e comprova que nele estão registrados todos os candidatos, e que nenhum deles computa algum voto.
Para a organização e condução dos trabalhos dessas auditorias no Estado de Goiás, o Presidente do TRE/GO  designou, conforme decisão do Tribunal Pleno, a Comissão de Auditoria da Votação Eletrônica, presidida pelo Dr. Gustavo Assis Garcia, Juiz de Direito, e composta por 12 (doze) servidores da Justiça Eleitoral.

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Destaque