Connect with us

Anápolis

Programa aproveita alimentos cultivados pelos alunos

Rede municipal inclui alimentação saudável no “cardápio” das práticas sustentáveis

DA REDAÇÃO

Unir teoria e prática. Esse é o objetivo do projeto de educação ambiental e alimentar que a Secretaria Municipal de Educação (Semed) começa a implementar, a partir deste mês, nas unidades de ensino através do cultivo de hortas. A atividade é uma ampliação do que já acontecia nos últimos anos nas escolas. Um laboratório vivo, que possibilita o desenvolvimento de diversas atividades pedagógicas, valorizando o meio ambiente, aperfeiçoando o processo educativo e envolvendo os alunos – uma maneira de reafirmar o compromisso da rede em aprimorar a educação e buscar, sempre, sua excelência.

Envolvendo, além de professores e alunos, toda a comunidade escolar, o estímulo ao consumo de frutas, hortaliças, grãos e raízes, por meio do contato direto com as atividades de plantio e colheita. O programa propõe gerar mudanças alimentares positivas e escolhas mais saudáveis, fundadas no conhecimento sobre alimentação, educação alimentar e ambiental, e ainda ensinar princípios do cultivo e de sustentabilidade aos alunos.

Realizado através do Setor de Alimentação Escolar, o projeto será conduzido pelos professores e acompanhado periodicamente por coordenadores pedagógicos que farão um arquivo a partir do qual será montado um portfólio impresso com os resultados alcançados, como forma de difundir novas práticas de aprendizagem.

O plano de atividades é voltado para cada faixa etária dos estudantes e, com foco na sustentabilidade, trabalha a importância das hortas escolares, o aproveitamento de recicláveis para implantação das hortas, a incorporação dos alimentos cultivados na alimentação escolar, o aproveitamento integral dos alimentos na criação de receitas ou enriquecimento de refeições já oferecidas, e a integração da comunidade escolar com o cultivo das hortas.

Emanuel Victor Pereira Alves, aluno da Escola Municipal Jerônimo Vaz, participou do projeto no ano passado e disse que a experiência foi enriquecedora. “Esse projeto foi uma das melhores coisas que aconteceram aqui. Aprendemos a reaproveitar restos de alimentos pra adubar o solo e também enriqueceu as aulas de Ciências”, comentou. Já Gustavo Nascimento Campelo, da mesma escola, disse que “muitas verduras cultivadas serviam de reforço pra merenda escolar, e o lanche ficava ainda mais gostoso”.

Segundo a secretária municipal de Educação, Sonja Maria Lacerda, o programa tem tudo a ver com a função social desempenhada pela educação municipal. “A educação é um processo complexo que vai muito além das disciplinas ensinadas em sala de aula, e o incentivo às boas práticas é algo que fazemos questão de inserir dentro do dia a dia da escola. Não só conquistamos resultados excelentes, mas as crianças também adoram. Estamos mostrando que ‘sustentabilidade’ e ‘educação alimentar’ não precisam ser assuntos chatos”, disse a secretária.

Fonte: www.anapolis.go.gov.br

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Anúncio Barra Lateral Posts

Advertisement

Destaque