Connect with us

Saúde

UPA Pediátrica é inaugurada e já realiza atendimentos

A unidade realiza atendimentos de urgência e emergência a menores de 16 anos

Por Priscila Marçal

Miguel, de 11 anos, sofreu um acidente doméstico, “eu estava cortando uma melancia e acabei cortando o dedo junto”, resultado, precisou ir ao médico para fazer os pontos. Ele foi o primeiro paciente da UPA com perfil pediátrico. A unidade foi inaugurada nesta quarta-feira (24), no bairro Maracanã.

A nova unidade é a primeira UPA Pediátrica do Centro-Oeste e a terceira do Brasil. A UPA Pediátrica fica na sede do antigo Cais Mulher, a prefeitura investiu R$ 1.016.000,00 para adaptar a unidade, além de R$ 600 mil reais na aquisição de equipamentos e mobiliário. A administração da UPA fica por conta de uma Organização Social (OS) que receberá mais de R$ 1,6 milhões mensais para investir em médicos, insumos e manutenção da unidade.

Exames de raio-x poderão ser feitos nos leitos, sem precisar deslocar o paciente

Segundo o diretor de Urgência e Emergência da Prefeitura de Anápolis, Eduardo Sardinha, com esta nova unidade, a capacidade de atendimento é de até 7 mil crianças e adolescentes por mês, isso significa toda a demanda que atualmente é atendida na UPA da Vila Esperança e na Santa Casa de Misericórdia. “Em termos práticos, significa que além de melhorar o atendimento às crianças e adolescentes, vamos desafogar a UPA da Vila Esperança em 30%, agilizando também o atendimento aos adultos naquela unidade”, explicou.

O secretário de Saúde, Lucas Leite, contabilizou os investimentos neste mês na área da saúde, e disse que R$ 10 milhões de reais foram utilizados para comprar equipamentos como aparelhos de raio-x, mamógrafo e tomógrafo. “Neste mês retomamos as obras nas UBS no Residencial Leblon e na Vila Norte, além do início das obras no antigo Cais Progresso, que depois de pronto, passará a ser a UPA Norte, ampliando ainda mais a capacidade de atendimentos à população Anapolina”, conta o secretário.

O Prefeito Roberto Naves ficou comovido durante seu discurso, disse que já precisou de atendimento pediátrico para a filha e não encontrou um centro especializado. “Esta UPA é mais do que uma proposta de campanha, mas um projeto de vida, não é apenas uma obra, é um marco para a cidade e um modelo de como fazer gestão em saúde”, afirmou.

Estrutura da UPA

O prédio conta com cinco consultórios médicos, farmácia, ludoteca, dois isolamentos, salas de nebulização, estabilização, medicação, coleta, curativo, raios-X, leitos de observação e setor de urgência com reanimação.

A capacidade é para até 7 mil atendimentos a crianças e adolescentes menores de 16 anos. Os atendimentos já foram iniciados.

OS Funev

A Prefeitura assinou um contrato com a Fundação Universitária Evangélica (Funev), que é uma Organização Social, sem fins lucrativos, que vai administrar a unidade. O repasse será de mais de R$ 1.629 milhões mensais.

O papel da OS será a gestão total da unidade. Todos os funcionários, medicamentos, insumos, lavanderia e demais custos serão de responsabilidade da Funev. O presidente da fundação, doutor Cecílio Alves de Moraes, explicou que não é objetivo da unidade adquirir lucros. “O nosso objetivo é cumprir a missão social e filantrópica da fundação e fazer o bem. O dinheiro repassado pela prefeitura será investido apenas na administração da unidade, o que sobrar será devolvido à prefeitura”, disse.

O prefeito Roberto Naves explicou que a contratação da OS foi necessária pelo caráter de urgência em se inaugurar a unidade, já que os atendimentos pediátricos no município estão prejudicados depois do anúncio da Santa Casa de Misericórdia de que o Pronto Atendimento será fechado. “Estamos no limite prudencial e não poderíamos contratar médicos e demais profissionais diretamente pela prefeitura, por isso terceirizamos o serviço”, explicou.

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Anúncio Barra Lateral Posts

Advertisement

Destaque