Connect with us

Anápolis

Anápolis contra a Dengue

O primeiro grande desafio foi vencido com a redução de 90% dos casos de dengue, entre janeiro e outubro desse ano, na comparação com o mesmo período de 2016. Mas, a batalha é contínua e para manter os índices lá embaixo, a Prefeitura reforça na terça-feira, 14, às 8h30, a campanha Anápolis Contra a Dengue.

O evento acontece no Teatro Municipal, com a participação de representantes das igrejas católica e evangélica, e da sociedade civil organizada, todos parceiros do município no projeto.

Nessa primeira ação serão apresentados dados estatísticos sobre a dengue, do zika vírus e da chikungunya, todas elas, doenças transmitidas pelo mosquito Aedes aegypti. “Também queremos estreitar as parcerias com os diversos agentes que colaboraram diretamente para o êxito do nosso trabalho logo no início do ano, definindo a participação de cada um e, assim, fortalecendo nossas ações”, explica Érica Dias, gerente do Controle de Doenças Transmitidas por Vetores da Secretaria Municipal de Saúde de Anápolis.

Também queremos estreitar as parcerias com os diversos agentes que colaboraram diretamente para o êxito do nosso trabalho logo no início do ano, definindo a participação de cada um e, assim, fortalecendo nossas ações – Érica Dias

Para Leordino Lopes, presidente do Conselho de Pastores de Anápolis, o trabalho conjunto já se mostrou positivo e sua manutenção deve contribuir mais uma vez para que a dengue permaneça sob controle na cidade. “Trata-se de um modelo eficaz para conscientizar e envolver a sociedade e também de consolidar a luta contra a dengue, a chikungunya e o zika vírus”, disse o pastor, acrescentando que o convite do prefeito Roberto Naves para mais essa empreitada foi recebido com grande satisfação pela comunidade evangélica.

Trata-se de um modelo eficaz para conscientizar e envolver a sociedade e também de consolidar a luta contra a dengue, a chikungunya e o zika vírus – Pastor Leordino Lopes

A importância da ação também reverbera na igreja católica. Representando o bispo Dom João Wilk, o padre Francisco Soares, da Paróquia São Cristóvão comentou que a mobilização é de estrema importância e diz respeito à coletividade. “A dengue e as demais doenças transmitidas pelo mosquito não escolhem vítima. Por isso, todos devem estar engajados nessa luta”. A declaração foi dada ainda na terça-feira, 7, em encontro da comunidade católica com o prefeito Roberto Naves.

A dengue e as demais doenças transmitidas pelo mosquito não escolhem vítima. Por isso, todos devem estar engajados nessa luta – Prefeito Roberto Naves

 

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Anúncio Barra Lateral Posts

Destaque