Connect with us

Anápolis

Provas matutinas do concurso público da Câmara de Anápolis são aplicadas a 897 inscritos para cargos de nível superior

As provas do concurso público da Câmara Municipal de Anápolis, realizadas neste domingo (29.out), são aplicadas em clima de tranquilidade, sem quaisquer ocorrências negativas. O certame, planejado, organizado e executado pelo Centro de Seleção da Universidade Federal de Goiás (UFG), está dividido em duas partes e oferece onze vagas. Pela manhã, das 8h ao meio dia, as provas para candidatos a cargos que exigem nível superior e, à tarde, das 14h às 18h, para nível médio. Ao todo 8.993 pessoas se inscreveram e, ao final, foram homologadas 3.525 inscrições.

Um dos candidatos é o advogado José Francisco Elias Júnior, um dos primeiros a chegar ao local de prova. Segundo ele já atua na área jurídica, mas encontra dificuldades no mercado de trabalho. “Vou insistir em minha área de atuação jurídica, mas decidi participar do concurso público da Câmara Municipal de Anápolis pelo poder de ter estabilidade financeira, com a garantia de sempre receber um salário mensal. É a oportunidade de um emprego sólido”, disse o advogado candidato.

As provas de nível superior para controlador interno, para graduados em Direito, Administração, Economia ou Contabilidade; para analista jurídico, graduados em Direito; e para analista contábil, graduados em Contabilidade, são aplicadas no Colégio da Polícia Militar de Goiás Unidade Doutor Cesar Toledo, no Bairro Alexandrina, e no Colégio Estadual Professor Faustino, no centro. Os portões foram abertos às 7 horas e fechados pontualmente às 8 horas. Foram registrados alguns retardatários, que não puderam entrar para os locais de provas. Os inscritos para estas provas: Analista Administrativo/Ciências Jurídicas (394), Analista Administrativo/Ciências Contábeis (110) e Controlador Interno (393).

Com o apoio da Polícia Militar, os locais de prova também foram controlados pela Polícia Federal, que além de resguardar o material das provas desde a chegada à retirada para encaminhar ao Núcleo de Seleção da UFG, também foi responsável pelo monitoramento eletrônico nas áreas interna e externa dos prédios. Este sistema detecta qualquer tentativa de fraude por meio de equipamentos de rádio ou similares.

NORMALIDADE

No Colégio da Polícia Militar do Estado de Goiás Unidade Doutor Cesar Toledo, o comandante e diretor da unidade, tenente-coronel Edmilson Pereira de Araújo, acompanhou todos os procedimentos desde a abertura dos portões até o encerramento das provas. O presidente do Núcleo de Seleção e professor da UFG, Wagner Wilson Furtado, disse que o concurso público transcorre dentro da normalidade. Segundo ele, o certame teve todo o apoio necessário da Câmara Municipal e de todos os segmentos da sociedade instados a colaborar com a realização do concurso.

Wagner Wilson Furtado lembrou que os pequenos problemas verificados neste período de organização, divulgação e inscrição para as provas foram pontuais, ocasionados por equívocos de candidatos no momento da realização do cadastro de inscrição. Todos, segundo ele, resolvidos sem pendências. “Fizemos o treinamento dos aplicados, que têm contato mais direto com os candidatos. Temos a experiência na realização de concursos em Goiás e outros estados, já estamos acostumados com a tensão e a adrenalina”, comentou.

Fizemos o treinamento dos aplicados, que têm contato mais direto com os candidatos. Temos a experiência na realização de concursos em Goiás e outros estados, já estamos acostumados com a tensão e a adrenalina – Wagner Wilson Furtado

O presidente da Câmara Municipal de Anápolis, Amilton Filho, acompanhou a chegada de candidatos e o início da aplicação das provas no Colégio da Polícia Militar Doutor Cesar Toledo. Segundo ele, o sucesso da realização do concurso público se deve ao empenho de toda sua equipe de assessores na Câmara, em especial a comissão formada para acompanhar a realização do certame, e à eficiência e credibilidade da Universidade Federal de Goiás, “que trouxe a estabilidade e a segurança que queríamos para o concurso”.

Amilton Filho mostrou-se satisfeito com ao número de inscritos e, em especial, pelos 801 candidatos beneficiados com a isenção da taxa de inscrição, “o que mostra a responsabilidade social da Câmara Municipal de Anápolis em propiciar condições para que todos os que desejassem tivessem a chance de realizar a prova, independente da situação financeira”. Segundo ele, é motivo de satisfação, enquanto presidente do Poder Legislativo anapolino, propiciar condições para que a Câmara tenha um grupo mais qualificado e profissional de servidores. “Nós, enquanto vereadores, passamos, mas a Câmara Municipal fica. Por isto precisamos de profissionais qualificados para conduzir as ações”, concluiu o presidente.

o que mostra a responsabilidade social da Câmara Municipal de Anápolis em propiciar condições para que todos os que desejassem tivessem a chance de realizar a prova, independente da situação financeira – Amilton Filho

PROVAS DA TARDE

No período da tarde deste domingo (29.out) serão aplicadas as provas de nível médio, para assistente de controle interno, e para assistente administrativo. Os portões serão abertos às 13 horas e as provas serão aplicadas das 14 horas às 18 horas, nos seguintes locais: Colégio da Polícia Militar de Goiás Unidade Arlindo Costa (Vila Santa Isabel), Colégio da Polícia Militar de Goiás Unidade Gabriel Issa (Vila Nossa Senhora D’Abadia), Colégio da Polícia Militar de Goiás Unidade Doutor Cezar Toledo (Bairro Alexandrina), Colégio Estadual Polivalente Frei João Batista Vogel (Bairro Maracanã), e Colégio Estadual Professor Faustino (Centro).

A Câmara Municipal de Anápolis publicou no dia 17 de agosto o edital para concurso público.  O certame, de responsabilidade do Centro de Seleção da Universidade Federal de Goiás, terá validade de dois anos. Os salários variam de R$ 996,53 a R$ 1.993,14, com jornadas de 25 horas semanais. A distribuição das vagas do Concurso Público atende a seguinte ordem: assistente administrativo (5 vagas), assistente de Controle Interno (2 vagas); analista administrativo/ ciências jurídicas (1 vaga), analista administrativo/ ciências contábeis (1 vaga) e controlador interno (2 vagas).

O presidente da Câmara, Amilton Filho, disse que a parte final do concurso será homologada em janeiro de 2018. Após isso há uma tramitação rápida no TCM de conformação de validade desse concurso. Tão logo o TCM conclua sua parte no processo, serão chamados os primeiros aprovados. Se for preciso, serão chamados os aprovados no cadastro de reserva.

Fonte: Assessoria de comunicação
Edição: Richelson Xavier

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Anúncio Barra Lateral Posts

Destaque