Connect with us

Anápolis

Câmara realizou Audiência Pública para discutir incentivos ao setor hoteleiro

Em audiência pública na Câmara Municipal de Anápolis, na manhã do ultimo dia 25 de Agosto, o secretário estadual de Desenvolvimento Econômico, Francisco Pontes, afirmou que a obra do centro de convenções de Anápolis será entregue em março de 2018. “Fiquei responsável por esse trabalho, determinado pelo governador Marconi Perillo, e posso dizer que o centro de convenções será terminado”, reforçou Pontes, que é um dos representantes de Anápolis no governo estadual.

Fiquei responsável por esse trabalho, determinado pelo governador Marconi Perillo, e posso dizer que o centro de convenções será terminado – Francisco Pontes

A posição do secretário foi manifestada na audiência proposta pelo vereador Teles Júnior (PMN) para discutir incentivos ao setor hoteleiro de Anápolis. Presidente da Comissão de Agricultura, Indústria, Comércio e Desenvolvimento Econômico da Câmara Municipal, o parlamentar recebeu pedidos para levar o debate ao plenário Teotônio Vilela, dando voz aos investidores, que vivem uma crise pelo não cumprimento de promessas feitas a eles pelo poder público estadual.

“A situação do setor é crítica devido à quantidade de hotéis que temos na cidade e as promessas dos governos estadual e federal de fazer o centro de convenções e o aeroporto de cargas. Foram duas obras que despertaram as redes hoteleiras, que construíram unidades aqui, mas como não entregaram as promessas, vivemos uma situação complicada”, confirmou o vice-presidente da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis (ABIH/GO), Luiz Mauro Potenciano.

A situação do setor é crítica devido à quantidade de hotéis que temos na cidade e as promessas dos governos estadual e federal de fazer o centro de convenções e o aeroporto de cargas. – Luiz Mauro Potenciano

O vereador Teles Júnior ressalta que esse temor dos empresários do setor hoteleiro é preciso ser levado a sério e amplamente discutido pelo Poder Legislativo, pois a crise na área pode representar a perda de vagas de trabalho. “Se a gente não abraça a causa, com certeza o desemprego pode acontecer. E isso é o que a gente não quer nessa fase atual do Brasil. São postos de trabalho que a gente precisa preservar, conservar e, quem sabe, ampliá-los”, explicou o parlamentar.

Se a gente não abraça a causa, com certeza o desemprego pode acontecer. – Teles Junior

O secretário municipal de Desenvolvimento Econômico e Agricultura, Vander Lúcio Barbosa da Silva, foi um dos que solicitou a audiência pública ao vereador Teles Júnior, justamente porque recebeu o alerta do setor hoteleiro. Segundo ele, algumas grandes redes vieram para Anápolis justamente porque acreditavam no potencial gerador de demanda a partir da conclusão do centro de convenções.

Vander disse que a média nacional de ocupação de hotéis é de 70%. Um índice aceitável seria de 60%, mas em Anápolis a taxa não chega a 30%. “Isso está gerando ansiedade em razão do prejuízo eminente que provoca, um desânimo para o setor, causando incertezas de investimentos dos próprios empresários do segmento”, frisou o secretário municipal.

Isso está gerando ansiedade em razão do prejuízo eminente que provoca, um desânimo para o setor, causando incertezas de investimentos dos próprios empresários do segmento – Vander Lúcio Barbosa

As autoridades presentes no debate, os especialistas e os representantes classistas foram unânimes: não adianta somente inaugurar o centro de convenções, mas é preciso também criar eventos que possam atrair turistas para Anápolis. Essa é uma das preocupações do secretário Francisco Pontes, que informou que sem essa preocupação em dotar Anápolis de um calendário anual de feiras, exposições e eventos culturais, o centro de convenções se transformará em um “elefante branco”.

O secretário municipal de Cultura, Erivelson Borges, reforçou essa preocupação e disse que sua pasta trabalha alinhada com o Desenvolvimento Econômico, justamente para que a estrutura física que a cidade ganhará seja ocupada em grande parte do ano. A movimentação da cidade com turistas e mesmo através da população local gera emprego e renda não somente aos hotéis, mas a bares, restaurantes, serviços de transporte, shoppings e outros envolvidos nessa cadeia produtiva.

 

Fonte: Assessoria de Comunicação da Câmara Municipal de Anápolis

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Anúncio Barra Lateral Posts

Destaque