Connect with us

Novidades

Selecionado para Festival de Cinema de Anápolis foi feito com verba própria

Esta situação é realidade de muitos produtores de cinema do Brasil, muitas vezes a falta de incentivo os leva a gastar recursos próprios para a produção de seus filmes. É o caso do filme Paralelos, dirigido por Eli Fernandes, com produção executiva de Ticiany Fernandes e Roteiro de Rodrigo Pyqui.

A Sion Filmes, uma produtora de documentários, séries, curtas, longas, filmes evangélicos e está no mercado desde 2011. Pela segunda vez, ele participa do Anápolis Festival de Cinema. Este ano, a produtora inscreveu o curta metragem, de ficção, com duração de 20 minutos e denominado ”Paralelos”, este concorre a premiação com mais 7 curtas e foi selecionado entre 69 inscritos.

Eli comenta que o mercado da sétima arte sobrevive devido ao grande empenho das produtoras e quando há verba governamental. ”Por conta própria não conseguimos, por mais que haja força de vontade e profissionalismo da nossa parte. O curta metragem que está na disputa no festival nós conseguimos viabilizá-lo com três mil reais. Porém ainda é fato e fundamental a ajuda do governo.”

O diretor conta que existe um projeto em andamento e a intenção do cinéfilo é que Anápolis seja polo do cinema nacional cristão. “Pensamos em produzir filmes cristãos devido a grande oportunidade no mercado para este seguimento. Hoje somos 50 milhões de evangélicos só no Brasil e existem também as pessoas que não são evangélicos, mas gostam desta linguagem cinematográfica. E claro, hoje a nossa maior preocupação é nos aperfeiçoarmos e buscar nosso espaço no mercado.”

Além disso ressalta que é uma vitrine participar do V Festival aqui em Anápolis. “Estamos confiantes, percebemos que houve um maior número de inscrições de curtas este ano, mas o legal é que há filmes regionais e daqui de Anápolis, a concorrência está nivelada, os curtas estão bem produzidos, fotografados, roteirizados e bem sonorizados. Percebemos que há muita qualidade.”

A produtora executiva Ticiany Fernandes explica que a produção do curta “Paralelos” teve inicio em março de 2014 e foi finalizado em meados de abril. “Tivemos um problema com o áudio, fizemos e gravamos outro roteiro somente para o som. E infelizmente não vivemos somente de fazer cinema, temos outras atividades dentro da produtora. Mas se pudéssemos nos dedicar integralmente é um material que ficaria pronto em média cinco meses.”

A primeira produção de Eli foi “As Tretas de Rapunzel”, um média metragem premiado como melhor direção no III Anápolis Festival de Cinema. Ele conta que este mesmo filme foi selecionado também para o Festival de Cinema do Rio de Janeiro na mesma época e serviu de experiência e motivação para ele continuar no mercado. “Estamos engajados na produção de outro filme. Este vai se chamar “Nos Bastidores do Crack”, vai ser gravado na segunda maior favela do Brasil, Sol Nascente, em Ceilândia, cidade Satélite em Brasília. “Vamos começar gravando lá, mas terminaremos gravando aqui em Anápolis. É história de dois irmãos, apelidados Fenômeno e Messi. Tem um roteiro muito forte, mas vai valer a pena”, pontuou.

 

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Anúncio Barra Lateral Posts

Destaque